Jovem paulista de 15 anos morre nos Estados Unidos durante intercâmbio

Artur Bandiera Sálvio estava estudando na escola Bispo Walsh, no estado de Maryland. O jovem de Campinas também era jogador de basquete

0
1573
Marcelo Bandiera e Artur Bandiera Sálvio sempre se dedicaram ao basquete (Foto: Reprodução)
Marcelo Bandiera e Artur Bandiera Sálvio sempre se dedicaram ao basquete (Foto: Reprodução)

DA REDAÇÃO – O brasileiro Artur Bandiera Sálvio, de 15 anos, morreu na terça-feira (2/11) em Cumberland, no estado norte-americano de Maryland. O jovem de Campinas, no interior de São Paulo, fazia intercâmbio nos Estados Unidos e estava estudando na Escola Bispo Walsh.

A instituição de ensino publicou na quarta-feira (3/11) um comunicado informando que estava em luto pela “morte inesperada” do estudante brasileiro. “Ele não respondeu durante a noite de 2 de novembro de 2021”, disse a nota que também pedia orações.

A Escola Bispo Walsh relatou que a polícia de Cumberland informou que “a causa da morte não é conhecida neste momento; não havia sinais de crime ou abuso de drogas no local”. O corpo do jovem brasileiro foi levado para o instituto médico para a autópsia.

Artur Bandiera Sálvio era jogador de basquete da base do Regatas Campineiro e filho do técnico da base do clube, Marcelo Bandiera. O jovem de 15 anos foi homenageado por instituições do esporte brasileiro.

“Um apaixonado pelo basquete como toda a família. Nossos pêsames, pensamentos e orações”, escreveu no Facebook a Confederação Brasileira de Basquete lamentando a morte do jovem.