Juíza determina que crianças sob custódia do ICE devem ser liberadas

Magistrada argumenta que medida é necessária para evitar que crianças sejam contaminadas pelo coronavírus; 124 menores de idade estão sob custódia do ICE atualmente

0
808
Crianças e adultos apreendidos tentando atravessar a fronteira (Foto Mani Albrecht - U.S. Customs and Border Protection)
Crianças e adultos apreendidos tentando atravessar a fronteira (Foto Mani Albrecht - U.S. Customs and Border Protection)

O governo deve liberar todas as crianças presas em unidades do U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) até o dia 17 de julho para evitar que elas sejam contaminadas pelo coronavírus. 

A decisão foi assinada na sexta-feira (26) pela juíza Dolly M. Gee da Califórnia e faz parte de um esforço conjunto para libertar imigrantes presos e ameaçados pelo coronavírus.

As crianças devem ser entregues aos pais, responsáveis ou para alguém autorizado pelos pais desses menores. Em unidades prisionais do ICE, estão detidas 124 crianças com idades entre um ano a 17 anos.

No total, 751 presos pela imigração testaram positivo para o coronavírus em um universo de 8.800 detentos.

“O governo precisa parar de usar a pandemia como desculpa para implementar medidas contra os imigrantes. Em tempos extraordinários como agora, as pessoas estão sofrendo e essas crianças têm que ficar com os pais”, diz a carta enviada ao Departamento de Homeland Security por entidades pró-imigrantes.