Justiça do Rio de Janeiro condena “Faraó do Bitcoin”a pagar R$ 19 bilhões em até 72 horas

Quantia é destinada ao pagamento de credores e investidores lesados pelo esquema da GAS Consultoria

0
303
Glaidson Acásio dos Santos, conhecido como “Faraó do Bitcoin” (Foto: boletimbitcoin.com)
Glaidson Acásio dos Santos, conhecido como “Faraó do Bitcoin” (Foto: boletimbitcoin.com)

A juíza Rosália Monteiro Figueira, da 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, determinou que o empresário Glaidson Acásio dos Santos, conhecido como “Faraó do Bitcoin” deposite, em até 72 horas, R$ 19 bilhões para pagar os credores e investidores lesados por seu esquema envolvendo criptomoedas. As informações são do jornal O Globo.

Segundo a juíza, o valor tem de ser depositado em juízo e posteriormente será repassado aos investidores e credores da GAS Consultoria.

O “Faraó” está preso desde agosto do ano passado e recentemente tentou se lançar candidato a deputado federal pelo Rio, mas foi barrado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) do estado por causa dos crimes pelo qual é acusado.

Na semana passada, conseguiu um habeas corpus sobre a ordem de prisão em um dos processos, mas mesmo assim continua preso por conta de outros mandados que existem sobre ele.

A juíza Rosália Monteiro Figueira ainda determinou que, além do depósito, Glaidson tenha seu passaporte recolhido.

Ele cumpre prisão preventiva pela suspeita de operar um esquema fraudulento com criptomoedas iniciado em Cabo Frio, na Região dos Lagos, no Rio, por meio de sua empresa GAS Consultoria.

Além disso, sua esposa, Mirelis Zerpa, e outras 15 pessoas são acusadas de participar da fraude. Ela segue foragida da Justiça. Acredita-se que Mirelis esteja em território americano. Segundo a Polícia Federal, o esquema movimentou cerca de R$ 40 bilhões em 10 anos e lesou pessoas no Brasil e também nos Estados Unidos.