Justiça manda Google tirar nome de resultados de busca

Multa pode ser de R$ 30 mil por dia

0
969

O maior site de buscas do mundo está às voltas com a Justiça do Rio Grande do Sul. Uma liminar concedida pelo juiz Mauro Caum Gonçalves, da 3ª Vara Cível de Porto Alegre, determinou que o Google retire dos resultados de sua busca aqueles que relacionaram o nome de uma gaúcha, mantido em sigilo, a um site de pornografia.

A multa, caso o portal não cumpra a determinação, é de R$ 30 mil por dia. De acordo com a advogada responsável pelo processo, Deborah Cidade de Sá, a liminar decorre de uma ação judicial de perdas e danos pela divulgação de dados pessoais sem autorização.

A empresa citada pela Justiça é a Montaury Pimenta Machado & Lioce Ltda, dona do domínio www.google.com.br. No processo, a advogada sugere uma indenização de 400 salários mínimos (R$ 120 mil) e reclama da divulgação de dados pessoais sem autorização nas buscas do site.