Estados Unidos Manchete

Kanye West publica suástica e tem conta suspensa no Twitter

Elon Musk cancela a rede social do ex de Kim Kardashian após o artista postar a imagem de uma suástica dentro de uma estrela de Davi, violando as regras da plataforma sobre “incitação à violência”. Há poucos dias, o rapper jantou com Trump e declarou admirar Hitler.

Elon Musk diz que “tentou” mas Ye violou as regras de incitação à violência do Twitter. Foto: Reprodução Facebook

O Twitter suspendeu na sexta-feira (2) a conta do rapper Ye, previamente conhecido como Kanye West, depois do ex de Kim Kardashian postar a imagem de uma suástica dentro de uma estrela de Davi, violando as regras da plataforma sobre “incitação à violência”.

O CEO do Twitter, Elon Musk, que se declara “um absolutista da liberdade de expressão”, se manifestou sobre a decisão de cancelar o rapper. “Eu tentei o meu melhor. Apesar disso, ele violou novamente nossa regra contra o incitamento à violência. A conta será suspensa”, tuitou Musk.

Ye, que soma mais de 30 milhões de seguidores na rede social, tinha voltado à plataforma há apenas dois meses, durante um processo de “anistia geral” implantado por Musk para reintegrar contas suspensas pela antiga administração, incluindo a do ex-presidente republicano Donald Trump.

Nas últimas semanas, Ye fez uma série de comentários anti-semitas, incluindo elogios a Hitler em uma entrevista com o teórico da conspiração Alex Jones na quinta-feira (1). Os recentes comentários do artista contra judeus também levaram à suspensão de contratos com a sua agência de talentos e empresas como Balenciaga, GAP e Adidas, que abriu uma investigação sobre sua conduta.

Em novembro, Ye anunciou que vai concorrer novamente à Presidência dos Estados Unidos em 2024 – o artista foi candidato em 2020 junto com Joe Biden e Trump, de quem se considera “grande amigo”.

Na terça-feira (22), Kanye West compareceu à um jantar de Thanksgiving oferecido por Trump em Mar-a-Lago, na companhia de três outros convidados, incluindo o auto-declarado supremacista branco e anti-semita, comentarista político Nick Fuentes. 

A recepção do ex-presidente causou polêmica e repúdio inclusive de parte da base apoiadora de Trump, que declarou não saber quem era Fuentes, contrariando o que Ye postou no Twitter logo após o jantar: “Trump está realmente impressionado com Nick Fuentes”, disse o artista em vídeo.

Segundo Ye, o motivo que o levou ao jantar em Mar-a-Lago foi a ideia de propor que Trump fosse seu vice-presidente em 2024. “Trump começou basicamente a gritar comigo na mesa, dizendo que eu ia perder”, contou o rapper em um vídeo que foi excluído rapidamente da mídia social, mas transcrito pela Newsweek. “Eu fiquei tipo, ‘Woah, woah espera Trump, você está falando com Ye”, finalizou.

Baixe nosso aplicativo