Latam passa a oferecer somente água de graça em seus voos no Brasil

Cobrança por despacho de malas em voos domésticos vai ser de R$ 30; cota de voos internacionais será de duas malas de 23kg

0
10746
Latam Airlines
Latam Airlines

DA REDAÇÃO, COM ESTADÃO – A companhia aérea Latam Brasil anunciou nesta terça-feira (13), que passará a cobrar por todos os produtos oferecidos a bordo em voos domésticos – apenas água continuará a ser servida gratuitamente aos passageiros. Batizada de “Mercado Latam”, a iniciativa começará a ser implantada na última semana deste mês e contará com um cardápio com 52 produtos. Em voos internacionais, cada passageiro poderá despachar duas malas, sem custo adicional, de até 23kg, ao invés das duas de 32kg. Para destinos na América do Sul, apenas uma mala de 23kg.

“Vamos fazer uma implantação gradual da iniciativa”, disse o presidente da Latam Brasil, Jerome Cadier. Os produtos serão vendidos a bordo e, para isso, os tripulantes usarão tablets para processar as compras, que poderão ser feitas com o cartão de crédito ou com dinheiro.

Segundo o executivo, a medida foi tomada a partir de uma demanda por parte dos passageiros, que solicitavam uma variedade maior nas opções de alimentação. “Sempre tivemos a sensação de que não atendíamos a demanda por produtos vegetarianos ou kosher”, disse.

A previsão é de que o cardápio seja renovado duas vezes ao ano, com a manutenção dos produtos mais bem aceitos e melhor avaliados pelos passageiros. Os produtos poderão ser adquiridos de forma avulsa, com preços a partir de R$ 4, ou por meio de combos, oferecidos a partir de R$ 14.

Tarifas

Cadier também afirmou que os novos perfis tarifários da companhia começarão a ser implantados entre a última semana de junho e a primeira de julho, ainda sem uma data definida, e que a empresa pretende adotar uma postura agressiva nos preços das passagens das duas categorias mais baratas.

A Latam Brasil já havia anunciado que adotaria quatro perfis diferentes de tarifa: Promo, Light, Plus e Top, com valores variando de acordo com os serviços e benefícios já incluídos em cada classe. As tarifas Promo e Light, por exemplo, não preveem o despacho gratuito de bagagens – a cobrança para o despacho de malas para essas duas categorias custará a partir de R$ 30 por unidade. A tarifa Plus permite o despacho de uma mala, enquanto a Top inclui o despacho de duas unidades.

Entre outros serviços que podem ser incluídos nas tarifas, estão a possibilidade de reserva antecipada de assento, espaço adicional, alterações nas passagens e reembolso. “Nas classes promo e light, poderemos ser muito agressivos, com preços mais acessíveis”, disse Cadier, em coletiva de imprensa.

O executivo ainda reiterou que a Latam Brasil pretende aumentar em até 50% o número de passageiros transportados no segmento doméstico até 2020, e que a empresa pretende reduzir em até 20% as tarifas mais baratas nos voos dentro do País.