Líderes religiosos pedem o impeachment de Bolsonaro

380 lideranças cristãs de várias denominações assinam documento acusando o presidente de crime de responsabilidade e omissão durante a pandemia

0
1396
Líderes católicos, anglicanos, presbiterianos, luteranos, metodistas e 17 movimentos cristãos independentes pedem impeachment de Bolosnaro em Brasília (REUETRS / Lula Marques / Latin America News Agency)

Líderes religiosos cristãos de várias denominações protocolaram na terça-feira (26) na Câmara dos Deputados do Brasil um pedido de impeachment contra o governo do presidente Jair Bolsonaro.

O documento vem com 380 assinaturas de lideranças católicas, anglicanas, presbiterianas, luteranas, metodistas e ainda 17 movimentos cristãos independentes. Segundo os religiosos, o governo cometeu crime de responsabilidade por ações e omissões durante a pandemia de covid-19, que já matou mais de 200 mil pessoas no país.

“Como cristãos e cristãs entendemos ser nosso dever participar da luta pela promoção e defesa dos direitos humanos e contra qualquer tipo de opressão ou ação que tenha como resultado o adoecimento e a morte da população. Por esse motivo é que nos colocamos na luta pelo afastamento do senhor presidente da República Jair Messias Bolsonaro”, diz um trecho do pedido.

De acordo com a Congresso brasileiro, 63 pedidos de impeachment estão na mesa do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, que é quem decide dar seguimento aos processos.