Lobo entra em choque e morre devido aos fogos de Ano Novo, acusa santuário

O lobo era o mais velho a habitar o santuário localizado no condado de Clay, na Flórida. Ele teria tido um acidente vascular cerebral causado pelo alto barulho dos fogos de artifício

0
952
O lobo Solomon e uma voluntária do santuário Big Oak Wolf Rescue and Sanctuary (foto: FB)
O lobo Solomon e uma voluntária do santuário Big Oak Wolf Rescue and Sanctuary (foto: FB)

O santuário de lobos Big Oak Wolf Rescue and Sanctuary, localizado em Green Cove Springs, no condado de Clay, nordeste da Flórida, culpou os barulhos “ensurdecedores” dos fogos de artifício estourados na virada do Ano Novo pela morte de um dos animais.

Em um post no facebook, os administradores do santuário disseram que este foi o segundo ano consecutivo em que um lobo morre por causa dos barulhos dos fogos.

“Por mais de seis horas – das 7 p.m. até 1 a.m.- pessoas despreocupadas (e bêbadas) soltaram fogos de artifício enquanto festejavam seu caminho para o ano novo. O que eles estavam lançando soavam mais como se você estivesse em uma zona de guerra … foi incrível. Alguns eram tão poderosos que até sacudiram a casa quando explodiram e não havia nada que pudéssemos fazer a não ser rezar para que nossos animais sobrevivessem”, diz o post.

O lobo que não resistiu ao barulho era Solomon, o mais velho que habitava o local e “muito sensível a ruídos altos, que faziam sua frequência cardíaca disparar”, conforme explicou John Knight, administrador do local, ao jornal News4Jax .

Segundo Knight, Solomon faleceu poucas horas depois que os fogos de artifício finalmente pararam de explodir. Ele teria entrado em estado de choque e teve um acidente vascular cerebral (AVC), paralisando quase todo o seu corpo até que viesse a óbito.

De acordo com a ONG Humane Society os fogos de artifício assustam tantos animais de estimação a cada ano, que muitos fogem e se perdem completamente.

Mas dentro de um santuário, um lobo não é capaz de fugir de um barulho assustador como faria na natureza.