Brasil Manchete

Lula anuncia 16 ministros, incluindo seis mulheres

Há dez dias da posse, porém, Lula ainda não concluiu a montagem do primeiro escalão, que terá 37 ministérios

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, anuncia ministros. Foto: Agência Brasil

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou mais um grupo de ministros para compor a equipe que assume no próximo dia 1o de janeiro. Há dez dias da posse, porém, Lula ainda não concluiu a montagem do primeiro escalão, que terá 37 ministérios. Os 16 nomes indicados nesta quinta-feira (22) se juntam a outros cinco membros do primeiro escalão que já tinham sido anunciados. Lula prometeu apresentar até terça-feira (27) os nomes restantes.

Seis mulheres foram confirmadas para comandar pastas do novo governo, incluindo a ativista Anielle Franco, irmã da vereadora Marielle Franco, assassinada em 2018. Ela comandará a pasta de Igualdade Racial.

A maior surpresa ficou por conta da confirmação do futuro vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) que acumulará agora a função de ministro da Indústria e Comércio. Alckmin aceitou a missão após os empresários Josué Gomes da Silva, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), e Pedro Wongtschowski, do grupo Ultra, recusarem o convite para assumir o ministério.

Veja a lista dos novos ministros anunciados:

Alexandre Padilha (Relações Institucionais)
Márcio Macêdo (Secretaria-Geral da Presidência da República)
Jorge Messias (Advocacia-Geral da União)
Nísia Trindade (Saúde)
Camilo Santana (Educação)
Esther Dweck (Gestão)
Marcio França (Portos e Aeroportos)
Luciana Santos (Ciência e Tecnologia)
Cida Gonçalves (Mulher)
Wellington Dias (Desenvolvimento Social)
Margareth Menezes (Cultura)
Luiz Marinho (Trabalho)
Anielle Franco (Igualdade Racial)
Silvio Almeida (Direitos Humanos)
Geraldo Alckmin (Desenvolvimento, Indústria e Comércio)
Vinícius Marques de Carvalho (Controladoria-Geral da União)

Baixe nosso aplicativo