Lutador brasileiro é atacado por falar português no metrô de New York e imobiliza agressor

Vídeo do faixa-preta de jiu-jítsu Renzo Gracie imobilizando o agressor viralizou nas redes sociais

0
6029
Após receber um golpe e ser imobilizado, o agressor teria pedido desculpas ( imagem: Twitter)

O lutador brasileiro Renzo Gracie, faixa-preta do jiu-jítsu, aplicou um golpe e imobilizou um homem no metrô de New York na semana passada, após ter sido tratado de forma preconceituosa. A confusão foi filmada e postada nas redes sociais.  Segundo a página Chok Lab, especializada na cobertura das artes marciais, Gracie teria sido ofendido por um homem por estar conversando português alto com um amigo.  O indivíduo, que não foi identificado, teria se aproximado da dupla e falado de forma ofensiva “fale inglês aqui”. O lutador brasileiro discutiu com o rapaz e o acusou de racismo. Os dois acabaram partindo para briga após o bate-boca. 

Segundo a “Choke Lab”, após receber o golpe, o homem teria dito “eu não consigo respirar, não consigo respirar”, e pedido desculpas. Após ouvir o pedido de desculpas, Renzo Gracie teria apaziguado a situação, falando calmamente com o homem. “Você vê, é um cara legal. Por que está fazendo isso (sendo preconceituoso)? Por que você é tão indelicado?”, disse o lutador brasileiro pós ouvir o pedido de desculpas.

Renzo Gracie é membro da família mais tradicional do jiu jitsu brasileiro. O carioca de 55 anos é tio da pentacampeã mundial de jiu jitsu Kyra Gracie. Dono de academias de jiu jitsu nos Estados Unidos, Renzo foi marcado por polêmicas recentemente, após se aposentar dos ringues. Em 2014, ele foi preso em New York após ser acusado de agredir um segurança de boate, que teve que ser levado ao hospital após o ataque.