Maioria dos eleitores da Flórida aprovam uso de máscaras e discordam da reabertura das escolas, aponta pesquisa

Estado bateu mais um recorde de mortes diária por Covid-19 nesta quinta-feira

0
604
62% disseram que não é seguro enviar estudantes para escolas de ensino fundamental e médio no outono; 33% discordam (Foto: FreePik)
62% disseram que não é seguro enviar estudantes para escolas de ensino fundamental e médio no outono; 33% discordam (Foto: FreePik)

DA REDAÇÃO – A esmagadora maioria dos eleitores da Flórida quer que o Estado exija que as pessoas usem máscaras em público para combater a propagação do coronavírus, de acordo com uma pesquisa da Quinnipiac University,  divulgada nesta quinta-feira, 23 de julho.

A universidade entrevistou 924 eleitores registrados no Estado. A proteção facial teve o suporte para 79%. Apenas 20% se opõem ao uso mandatório da máscara. 

A medida é apoiada por eleitores de todas as faixas etárias, de ambos os sexos e diferentes afiliações políticas. 

A pesquisa também quis saber a opinião dos eleitores sobre a reabertura das escolas:  62% disseram que não é seguro enviar estudantes para escolas de ensino fundamental e médio no outono; 33% discordam.

Há um pouco menos de preocupação em reabrir faculdades e universidades, embora a maioria das pessoas também não ache isso seguro. É considerado inseguro por 57% dos eleitores da Flórida e seguro por 37%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 16 e  20 de julho e tem uma margem de erro de mais ou menos 3 pontos percentuais.

A  Flórida registrou mais 173 mortes por COVID-19 nesta quinta-feira, o maior número em um único dia desde o início da pandemia de coronavírus.

A alta anterior foi de 156 mortes exatamente uma semana atrás. O total de quinta-feira também representa um aumento em relação às 140 mortes relatadas na quarta-feira.