Mais de 7 mil imigrantes são interceptados na fronteira dos EUA com o México todos os dias

De acordo com relatório do Homeland Security, expectativa é que esse número seja ainda maior, caso a política de deportação sumária ligada à covid (Title 42) seja suspensa

0
1156
Agentes do CBP estão sobrecarregados de trabalho (Foto CBP - Flickr)

Cerca de 7.100 imigrantes são interceptados por dia por agentes do Border Patrol na fronteira dos Estados Unidos com o México. Os dados são de um relatório do Departamento de Homeland Security e são relativos à semana do dia 20 a 26 de março.

Segundo os agentes, o número é mais alto que o registrado em fevereiro, quando a média diária de apreensões foi de 6.800 imigrantes por dia.  

“Nos últimos anos, a imigração irregular pela fronteira sudoeste aumentou significativamente, algo sem precedentes. Além disso, os agentes estão observando um aumento do número de imigrantes de outros países e nacionalidades que anteriormente eram pouco vistos na fronteira”, informa o relatório. Entre esses países, estão Cuba, Nicarágua, Venezuela e Colômbia. Na semana retratada no relatório, mais de 1.500 cubanos foram presos.

O objetivo do documento é solicitar mais pessoal e recursos, já que os agentes estão sobrecarregados de trabalho.

O relatório aponta que a tendência é que esses números aumentem nas próximas semanas, já que o inverno chegou ao fim. Além disso, o governo Biden pode acabar com a política de deportação sumária (Title 42) ligada à pandemia do coronavírus. A expectativa é que o governo anuncie se vai ou não dar continuidade à essa política nos próximos dias.

Por meio da Title 42, mais de 1,7 milhão de estrangeiros foram deportados sumariamente.

Os agentes temem que, se nada for feito, o número diário de travessias ilegais pode ficar entre 12 e 18 mil pessoas diariamente. “A crise na fronteira é bipartidária e precisa de uma solução conjunta”, afirma o chefe do Border Patrol em San Antonio, Texas, Raul Ortiz.