Médicos separam com sucesso gêmeos siameses em New York

Bebês eram unidos pela cabeça e cirurgia é considerada de alto risco

0
7256
Gêmeos eram ligados pela cabeça e agora estão se recuperando
Gêmeos eram ligados pela cabeça e agora estão se recuperando

Da Redação com CNN – Médicos do Centro Médico Montefiore, em New York, concluíram, na manhã desta sexta-feira (14), uma complexa cirurgia de separação de gêmeos siameses unidos pela cabeça. Segundo a CNN, o procedimento de mais de 16 horas de duração foi bem-sucedido.

Os gêmeos Jadon e Anias McDonald têm 13 meses e foram operados por uma equipe liderada pelo cirurgião James Goodrich, especialista nesse tipo de cirurgia. A mãe dos bebês, Nicole McDonald, postou uma mensagem na manhã desta sexta-feira no Facebook relatando que a operação foi realizada, mas que a situação ainda era complexa.

Segundo Nicole, os bebês compartilhavam uma área de 5 x 7 cm do tecido cerebral e o cirurgião teve de decidir como dividi-lo “com base em seu instinto”, já que não havia um plano definido.

Nicole relatou ainda que um dos bebês, Anias, ficou debilitado pelo procedimento e está sendo mantido estável por meio de medicamentos. É possível, segundo a mãe, que ele não consiga mover um ou ambos os lados do corpo no início por causa da região do cérebro envolvida na cirurgia.

Nos próximos dias, os bebês estarão sujeitos a inchaço cerebral e acidente vascular cerebral (AVC). “Os próximos meses serão críticos em termos da recuperação e não sabemos com certeza como Anias e Jadon vão se recuperar nas próximas semanas”, escreveu Nicole.

Cirurgia rara

O médico James Goodrich é considerado o maior especialista nesse tipo de cirurgia no mundo. Ele já fez sete operações do tipo sendo que no mundo inteiro, desde 1952, apenas 59 separações de gêmeos siameses foram feitas no mundo.

A cirurgia dos gêmeos McDonald durou 22 horas. Os pais tiveram que fazer uma decisão muito difícil, já que o risco de um dos dois morrer ou ter sequelas motoras graves é muito grande.

“Nós conseguimos!”, comemorou o médico Goodrich.

A mãe, em sua página no Facebook, comemorou: “Meus bebês estão separados e, sim, eu vivo com a incerteza do futuro. Eu não chorei até que os cirurgiões deixassem a sala de cirurgia. Eu mal posso dizer obrigado porque estou com um frio imenso na barriga. Estamos vivendo um período de incertezas e os próximos meses serão críticos até que eles se recuperem, ainda não sabemos quando Anias e Jadon estarão recuperados”, disse.

Equipe médica responsável pela cirurgia
Equipe médica responsável pela cirurgia