Menina de 12 anos é acusada de se passar por colega e ameaçar escola na Flórida

Vítima de 13 anos chegou a ser presa por fazer ameaças à escola nas redes sociais, mas ela foi absolvida depois que a polícia descobriu a verdadeira autora das ameaças

0
1544
Renaissance Charter School em Pembroke Pines (Foto Local10 News)

Uma estudante de 13 anos foi absolvida das acusações de postar ameaças à escola Renaissance Charter School, em Pembroke Pines (FL), depois que a polícia descobriu que a menina foi vítima de uma armadilha. A vítima chegou a ser presa pelo crime que nunca cometeu.

Os investigadores descobriram que as ameaças estavam sendo feitas por uma colega da vítima, de 12 anos, que frequenta a mesma escola. Ela teria criado uma conta fake no Instagram e um e-mail falso com o nome da menina de 13 anos.

“As autoridades confirmaram que a suspeita se passou por outra estudante, criou uma conta de e-mail e Instagram falsos e começou a enviar mensagens ameaçando estudantes e a escola, com objetivo de prejudicar a outra estudante”, disse o capitão Adam Feiner, da polícia de Pembroke Pines.

Os nomes das meninas foram preservados no processo.

A estudante acusada vai responder pelos crimes de ameaça, reportar um falso crime, crime cibernético, entre outros.