Menino leva tiro de verdade após disparo de paintball na Flórida

Homem que atirou na criança acreditou estar sendo atacado e revidou

0
1913
Arma de paintball game (foto: pixabay)

Pensando que sua casa estava sendo atacada, um morador de  Opa-locka, na Flórida, atirou em um menino de 10 anos de idade que participava de uma batalha de paintball.

O pai da criança atingida, Michael Williams, 26, disse à polícia que seu filho implorou que ele o levasse até uma casa onde outras crianças estavam reunidas na noite de domingo (30).

O jornal Miami Herald reportou que Williams estava presente no momento do incidente e levou o filho para o hospital mais próximo.

O estado de saúde da criança não foi revelado. Mas o pai do menino foi preso sob acusação de negligência infantil com grande dano corporal. 

De acordo com um relatório policial divulgado nesta quinta-feira (3), Williams “agiu de forma imprudente ao concordar em conduzir a criança para um condomínio residencial para participar da ‘brincadeira’”.

Não foi divulgado se a pessoa que efetuou o disparo sofrerá alguma sanção penal.