Mergulhador é mordido na cabeça por crocodilo em Sarasota, FL

Morador de Tampa nadava no rio Myakka e disse que pensou ter sido atingido por uma hélice de barco, quando viu o enorme crocodilo olhando para ele logo após o ataque

0
2211
Jeffrey Heim estava em mergulhando em busca de dentes de tubarão pré-históricos (foto: Reprodução CNN)
Jeffrey Heim estava mergulhando em busca de dentes de tubarão pré-históricos (foto: Reprodução CNN)

O ataque aconteceu no domingo (30), quando Jeffrey Heim, de 25 anos, que é mergulhador e pesquisador, entrou no rio Myakka, em Sarasota, FL, em busca de dentes de tubarão pré-históricos.

O morador de Tampa contou à CNN que pensou ter sido atingido por uma hélice de barco, quando viu o enorme crocodilo olhando para ele logo após o incidente. Ele foi mordido na cabeça e nas mãos e precisou de 34 pontos para fechar o ferimento no crânio.

“Parecia muito pesado e se movendo muito rápido”, disse ele. ” Não senti o corte, senti um puxão”, acrescentou.

Ele contou que já havia mergulhado várias vezes neste mesmo rio e entrou na água em um local público, próximo a um restaurante.

Heim relatou, ainda, que passou cerca de 10 minutos analisando a área para ter certeza de que não havia crocodilos.

Após ser atacado, ele nadou imediatamente para a superfície, enquanto o crocodilo recuou.

Um ex-bombeiro que estava no restaurante próximo procedeu com os primeiros socorros até que uma ambulância chegasse. “Tive a sorte de estar em um lugar público e de haver pessoas para quem pedir socorro”, disse Heim.

Agentes do Florida Fish and Wildlife Conservation Comission (FWCC) iniciaram uma busca pelo réptil e encontraram uma crocodilo fêmea de cerca de seis pés de comprimento nas redondezas.

O órgão estima que haja cerca de 1,3 milhão de crocodilos na Flórida, espalhados em 67 condados. Em 2020, houve 12 ataques de crocodilos a humanos, nenhum fatal. A última morte ocorreu em 2019.