México intensifica ações para prender imigrantes antes que eles cheguem à fronteira com os EUA

No último fim de semana, 800 indocumentados foram apreendidos em quatro caminhões no estado de Veracruz, a leste do país

0
1662
Imigrantes foram presos no leste do México (Foto Jose Torres - Reuters)
Imigrantes foram presos no leste do México (Foto Jose Torres - Reuters)

Autoridades mexicanas detiveram cerca de 800 imigrantes sem documentos no leste do México em quatro caminhões no sábado (16), informou o governo, em uma das maiores investidas contra a imigração ilegal nos últimos meses. O país vizinho aos EUA se comprometeu com o presidente Donald Trump a intensificar as ações de prisão de imigrantes, antes que eles cheguem à fronteira.

O Instituto Nacional de Migração do México (INM) disse em um comunicado no sábado que 791 estrangeiros foram encontrados em caminhões parados no Estado de Veracruz, confirmando relatos anteriores sobre uma detenção em massa.

O México fez um acordo em 7 de junho com os Estados Unidos para evitar as tarifas, marcando o tempo de 45 dias para que o governo mexicano faça progressos palpáveis na redução do número de pessoas que tentam atravessar a fronteira ilegalmente.

Houve um salto nas apreensões na fronteira EUA-México neste ano, irritando Trump, que fez da redução da imigração ilegal uma de suas promessas políticas.

A maioria dos que são apanhados tentando entrar nos Estados Unidos é de pessoas que fogem da pobreza e da violência em três países da América Central Guatemala, Honduras e El Salvador.

A decisão do México de apertar sua fronteira e responder às ameaças de Trump causou tensões dentro do governo e, na sexta-feira, o chefe do Instituto Nacional de Imigração do México, Tonatiuh Guillen, renunciou. Ele foi substituído por Francisco Garduno, que já havia servido como chefe do sistema prisional do México. (Com informações da Reuters)