Miami passa Los Angeles e se torna segunda cidade mais cara dos EUA

Renda familiar média em Miami é $ 39.049, enquanto o preço de uma casa é em torno de $ 549 mil

0
1659
Miami vista de cima (foto: Google Earth)
Miami vista de cima (foto: Google Earth)

O relatório October 2021 Housing Affordability Index divulgado mensalmente pela empresa do ramo imobiliário RealtyHop, apontou Miami como o segundo endereço mais caro dos EUA, ultrapassando Los Angeles (CA) pela primeira vez.  No topo da lista está New York city.

Para calcular o índice, a RealtyHop considerou a renda familiar básica das cem cidades mais populosas do país, e descontou o preço médio dos imóveis e os impostos locais sobre a propriedade. Despesas de hipoteca e o valor da taxa de juros também foram computados.

O resultado mostrou que, apesar do preço médio de um imóvel para uma família de quatro pessoas em Miami ($ 549 mil) ser menor que em Los Angeles ($915), o custo com moradia na cidade da Flórida é maior, chegando a comprometer 81,55% da renda média anual dos habitantes que é de $39.049. 

A análise concluiu que o preço inflacionado se dá, entre outros fatores, à chegada dos snow birds, a abertura de várias empresas de tecnologia e os impactos da covid-19 no sul do estado.

“Embora o preço dos imóveis tenha diminuído ligeiramente desde nosso último relatório, o setor imobiliário em Miami continua superaquecido”, afirma a pesquisa.

Em New York city, as famílias geralmente comprometem 82,15% do orçamento total com despesas de moradia, e em LA, 81,18%.

As cidades grandes mais acessíveis para se viver são Wichita KS, Detroit, MI, Fort Wayne, IN, Virginia Beach, VA e Anchorage, AK.