Maior shopping center dos EUA será inaugurado em 2025, em Miami

Empreendimento receberá investimentos de $ 5 bilhões

0
3709
Pelo projeto, o American Dream Miami terá muitas opções de entretenimento, como parque temático, aquário e pista de patinação no gelo (Triple Five Worldwide)

O maior shopping center do país ficará em Miami. Pelo menos esta é a promessa da empresa canadense Triple Five Worldwide, que gerencia vários centros comerciais na América do Norte. O empreendimento terá quase 500 mil metros quadrados na parte noroeste do condado de Dade, entre a Turnpike, a I-75 e a Miami Gardens Drive. O investimento também é massivo, já que o custo total da iniciativa gira em torno $ 5 bilhões. Mas não há pressa: o American Dream Miami só será aberto ao público em 2025.

Segundo o advogado Miguel Diaz de la Portilla, que representa a corporação canadense, as obras terão início no final de 2021. As datas referentes ao empreendimento, aliás, têm sido motivo de polêmica, devido às constantes mudanças. Só que desta vez a empresa, com a autoridade de quem administra os (até então) dois maiores shopping dos EUA (o American Dream Meadowlands de New Jersey e o Mall of America de Minneapolis), bateu o martelo.

“Antes do final de 2020, enviaremos um projeto final e passaremos por uma aprovação do plano administrativo do local”, disse Diaz de la Portilla. Até lá, os envolvidos no empreendimento terão que resolver questões urgentes, como estudos ambientais e planos para o fluxo do trânsito no local, inclusive com a criação de novas saídas pelas rodovias. O objetivo é inaugurar, no American Dream Miami, um parque temático, exatamente como acontece em New Jersey e Minneapolis.

O prefeito do condado de Miami-Dade, Carlos Giménez, até já visitou o mall de Meadowlands, cujo projeto custou $ 3 bilhões (pouco mais da metade do investimento previsto para o do sul da Flórida). A ideia é usar 65% do espaço do American Dream Miami com opções de entretenimento, como por exemplo uma pista de patinação no gelo, aquário e muitas outras opções.

Bem antes de ser inaugurado, o shopping center já tem estimulado o desenvolvimento na área. Próximo de onde será o mall, uma empresa do ramo imobiliário comprou um terreno de 70 acres para a construção de prédios com 1.369 apartamento, certamente apostando na valorização da área.