Miami terá prova de Fórmula 1 em 2022

Cidade fecha parceria de dez anos para promover o Miami Grand Prix de Fórmula 1 em circuito a ser construído no entorno do Hard Rock Stadium, em Miami Gardens

0
1711
Traçado proposto para o circuito do Miami Grand Prix, no entorno do Hard Rock Stadium

A cidade de Miami vai receber a Fórmula 1 no próximo ano. O Miami Grand Prix ainda não tem data marcada, mas está confirmado para 2022, e vai acontecer em um circuito no Hard Rock Stadium, em Miami Gardens, informou a organização do evento.

O circuito, com cerca de três milhas de extensão, terá três grandes retas que proporcionarão uma velocidade máxima próxima das 200 mph para os carros. O circuito será no entorno do Hard Rock Stadium, casa dos Miami Dolphins. A FIA está trabalhando junto aos organizadores no projeto da pista, idealizada para proporcionar velocidades altas, vários pontos de ultrapassagem e as mais modernas normas de segurança. O contrato com a FIA (Federation Internationale de Automobile) prevê dez anos de realização para o Miami Grand Prix.

Miami será a décima-primeira cidade americana a receber a Fórmula 1. Desde 1950, já foram realizadas provas em Riverside, Sebring, Watkins Glen, Long Beach, Las Vegas, Detroit, Dallas, Phoenix, Indianapolis e no Circuito das Américas, em Austin, onde a categoria corre atualmente. Em 2022 os EUA terão duas corridas no país.

A prova será um incentivo a mais para o já aquecido turismo na cidade, trazendo impacto positivo para a economia da região. Os promotores planejam oferecer ingressos com desconto para os moradores de Miami Gardens, para que eles possam conferir as emoções do esporte e dos benefícios econômicos que ele traz para as cidades que o recebem. Além disso, haverá incentivos para os pequenos negócios durante o fim de semana de realização da prova.

“Estamos felizes em anunciar que a Fórmula 1 vai correr em Miami em 2022. Os EUA são um mercado-chave para nós, e estamos muito animados com o crescimento do nosso esporte, que esperamos vá crescer ainda mais com essa segunda corrida no país. Vamos trabalhar em conjunto com o Hard Rock Stadium e a FIA para garantir que o circuito proporcione corridas sensacionais e que deixe uma contribuição positiva para a comunidade local”, disse o presidente e CEO da Fórmula 1, Stefano Domenicalli.

O diretor do Formula 1 Miami Grand Prix,  Tom Garfinkel, disse em nota que “estamos muito agradecidos aos fãs, aos representantes eleitos da cidade de Miami Gardens e à indústria do turismo local pela sua paciência e apoio durante esse processo. Vamos trazer o maior espetáculo da velocidade em todo planeta para Miami pela primeira vez em sua história.”