Mineira brilha no Carnaval do Rio de Janeiro

0
5267
Carmem Miranda
Carmem Miranda

O Carnaval do Brasil é um fenômeno único no mundo. Vários países também festejam o Carnaval, que é o período de dias que precedem a Quaresma, quando os cristãos por quarenta dias esperam a Sexta-Feira Santa e a Páscoa. Mas duvido que tenham um Carnaval igual ao do Brasil. E principalmente ao do Rio de Janeiro, que a cada ano se supera em gênero, número e grau.

Vide os blocos de rua, o gigantismo e esplendor das Escolas de Samba, os bailes e blocos de rua. O Carnaval tem um impacto enorme na economia da cidade Cidade Maravilhosa, com o turismo que lota os hotéis e toda a cadeia econômica que movimenta.

Minas Gerais tem uma representante e tanto no carnaval carioca. Trata-se da minha amiga Maria Helena Salum Cadar, casada com Emir Cadar, avó dedicada e voltada para a família e o trabalho, integrante da melhor sociedade de Belo Horizonte, que há 29 anos desfila na Escola de Samba Salgueiro. Este ano, Maria Helena estará completando 15 anos como destaque no Salgueiro e desfilou no carro “Abre Alas ” com a fantasia “Matriafrica”. O carro “Abre Alas” é que faz a introdução do Enredo, ou seja, a história que a escola vai contar.

O enredo do Salgueiro este ano foi “Senhoras do Ventre do Mundo”, em uma apresentação belíssima. Como sempre, a criação da sua fantasia de Destaque é de Renato e Márcia Lage e a confecção de Belisário Cunha.  Fui visitar o acervo das fantasias como Destaque da Maria Helena e fiquei maravilhada! Senti um orgulho muito grande da criatividade, da inspiração ,da capacidade, do trabalho genial dos designers, das costureiras, bordadeiras, de todos os componentes das Escolas de Samba que fazem o Carnaval. O povo brasileiro tem dons, qualidades, capacidade que poucos povos têm. Deve ser a miscigenação, a diversidade, a liberdade que permite a imaginação voar, ousar. No Carnaval, o lixeiro vira sambista de primeira, a lavadeira vira condessa, a baiana vira cantora famosa, a secretária vira princesa, o sonho vira realidade…é por isto que adoro o Carnaval carioca! Vejo o esforço dos sambistas, admiro o trabalho árduo dos dirigentes, dos carnavalescos, dos puxadores do samba enredo ,dos compositores,de todos que dão seu suor, sua alma, para fazer de sua escola, a campeã. Quando a bateria passa, meu coração apressado vai atrás…Todos os anos vou lá para a Sapucaí bater palmas e vibrar com o desfile fantástico e sempre deslumbrante. Vejam as fotos das fantasias da Maria Helena Cadar ao longo dos anos.