‘Minha mãe é uma peça 3’ é o filme de maior bilheteria do cinema nacional

Em apenas um mês de exibição, a comédia de Paulo Gustavo arrecadou R$ 138 milhões e superou antigo recorde

0
1844
Paulo Gustavo, em 'Minha Mãe é uma Peça 3' (Foto: Divulgação – Downtown Filmes)
Paulo Gustavo, em 'Minha Mãe é uma Peça 3' (Foto: Divulgação – Downtown Filmes)

DA REDAÇÃO – Mais de 12 milhões de pessoas já assistiram à comédia ‘Minha Mãe é uma Peça 3’, totalizando R$ 138 milhões de bilheteria, em apenas um mês de exibição. Isso significa que a produção estrelada por Paulo Gustavo já é o filme com maior arrecadação na história do cinema nacional. A informação foi divulgada pela distribuidora Downtown Filmes e a marca supera o antigo recorde, do longa ‘Nada a Perder’, um drama que conta a trajetória do Bispo Macedo.

O terceiro filme da saga da divertida Dona Hermínia estreou em 26 de dezembro. Desde então, o que se vê nas centenas de cinemas pelo Brasil onde a comédia é exibida são filas e um interesse crescente, graças a uma intense campanha nas mídias sociais. Além de Paulo Gustavo, estão no elenco Rodrigo Pandolfo, Mariana Xavier e Herson Capri. O filme é dirigido por Susana Garcia.

‘Minha mãe é uma peça 3’ mostra Dona Hermínia lidando com o que se chama aqui nos EUA de ‘empty nest’, a síndrome do ninho vazio: os filhos estão formando novas famílias. Para piorar, o ex-marido está de volta, para tornar os seus dias ainda mais difíceis.

A comédia escrachada, bem ao estilo de seu protagonista, já havia chamado a atenção quando desbancou blockbusters como ‘Star Wars: A Ascensão Skywalker’ e ‘Frozen 2’, que estavam também em cartaz nas salas de projeção brasileiras na época das festas de fim de ano e férias escolares: o longa brasileiro tem superado as produções americanas e arrecadou, só no último fim de semana, quase R$ 14 milhões (foi superado apenas por Jumanji: Próxima Fase, que acaba de estrear).