Ministro da Educação garante que corte de mais de R$1 bi não vai afetar a pasta

O MEC determinou o bloqueio de R$ 348,4 milhões para ações com livros didáticos

337
Ministro da Educação, Senhor Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub (Foto: Carolina Antunes/PR)
Ministro da Educação, Senhor Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub (Foto: Carolina Antunes/PR/Wikimedia Commons)

O Ministro da Educação, Abraham Weintraub, garantiu que, apesar do contingenciamento de recursos da pasta, nada vai ser afetado.

“Nada vai ser afetado, a gente está administrando uma situação de crise deixada por governo passado. Nenhum serviço será atingido”, disse hoje.

O MEC determinou o bloqueio de R$ 348,4 milhões para ações com livros didáticos, para atender ao novo contingenciamento na pasta fixado pelo governo, no valor de R$ 1,44 bilhão.

O secretário executivo da pasta, Antonio Paulo Vogel, disse que a medida não trará reflexos imediatos ao programa, uma vez que os livros já foram adquiridos. E que a expectativa é de que recursos sejam desbloqueados ao longo do ano, o que permitirá retornar as atividades. (Com informações do Estadão Conteúdo).