Ministro Paulo Guedes pede desculpas às empregadas domésticas por comentário sobre a Disney

No dia 13 de fevereiro, ministro disse que, na época do dólar mais baixo, 'havia empregada doméstica indo pra Disneylândia, uma festa danada', e causou uma grande polêmica

0
729
O ministro da economia Paulo Guedes (Foto Wilson Dias/Agência Brasil)

O ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, se desculpou por ter falado que, com o dólar baixo, havia “empregada doméstica indo para a Disneylândia, uma festa danada”. A declaração repercutiu negativamente e o ministro pediu desculpas nesta quinta-feira (20).

Guedes participou do evento de lançamento de uma nova linha de crédito imobiliário da Caixa Econômica Federal, com taxa de juros fixa. O ministro citou as domésticas ao afirmar que a nova modalidade vai beneficiar as famílias mais humildes.

“E justamente também as famílias mais humildes, empregadas domésticas, inclusive, a quem eu peço desculpas, se puder ter ofendido, dizendo que a mãe do meu pai foi uma empregada doméstica”, disse o ministro.

Entenda

Guedes fez a declaração polêmica durante o encerramento do Seminário de Abertura do Ano Legislativo, organizado pela revista “Voto”, em Brasília. O ministro afirmou que o dólar baixo permitia que “empregadas domésticas fossem para a Disney”. Com isso, o dólar fechou a quarta-feira (12) a R$4.35.

“Não tem negócio de câmbio a R$ 1,80. Vou exportar menos, substituição de importações, turismo, todo mundo indo para a Disneylândia. Empregada doméstica indo pra Disneylândia, uma festa danada. Mas espera aí? Espera aí. Vai passear ali em Foz do Iguaçu, vai ali passear nas praias do Nordeste, está cheio de praia bonita. Vai para Cachoeiro do Itapemirim, vai conhecer onde o Roberto Carlos nasceu. Vai passear no Brasil, vai conhecer o Brasil, que está cheio de coisa bonita para ver”, declarou.