Mitch McConnell culpa Trump por ataques ao Capitólio: “alimentados por mentiras”

Presidente do Senado deve comandar, ainda esta semana, a votação do impeachment de Trump, que já estará sem função. A votação na Câmara foi aprovada com apoio de colegas de partido do quase ex-presidente

0
507
Líder da maioria no Senado, Mitch McConnell (foto: Wikimedia)
Líder da maioria no Senado, Mitch McConnell (foto: Wikimedia)

Líder da maioria no Senado, o Republicano Mitch McConnell reconheceu, nesta terça-feira (19), que os manifestantes pró-Trump que invadiram o Capitólio no dia 6 de janeiro foram “alimentados por mentiras” do presidente, para tentar evitar a posse do Democrata Joe Biden.

“Eles foram incentivados pelo presidente e por outras pessoas poderosas. Eles tentaram usar o medo e a violência para impedir um processo legítimo de que não gostaram”, admitiu McConnell, que foi um dos principais apoiadores de Trump ao longo dos últimos quatro anos.

O último dia completo de Trump no cargo, esta terça-feira, é também o primeiro dia de retorno dos senadores após um recesso de 13 dias.

Ainda esta semana, a Casa se reunirá para votar o impeachment de Trump, que já foi aprovado pela Câmara.

Os senadores vão iniciar, igualmente, a confirmação dos nomes indicados para comandar áreas estratégicas do futuro governo Biden.

Cinco dos elementos indicados por Biden começaram a ser sabatinados pelo Senado ainda esta terça-feira.