Modelo que tinha os maiores seios do mundo quer recolocá-los

Brasileira de 31 anos que mora no Texas sai do coma e já quer recolocar próteses que a fizeram famosa

0
5092
A modelo brasileira Sheyla Hershey (Foto: Facebook)
A modelo brasileira Sheyla Hershey (Foto: Facebook)

DA REDAÇÃO – Com depressão e depois de tentar suicídio, a modelo brasileira Sheyla Hershey, conhecida como a mulher que já teve os maiores seios do mundo, saiu do coma e já pensa em recolocar as próteses de silicone que a fizeram famosa. Ela teve uma grave infecção durante sua última cirurgia e precisou retirar os implantes. Além disso, a brasileira foi diagnosticada com câncer de mama.

Vaidosa, ela já foi estrela de um reality show, gastou US$ 97 mil com cirurgias plásticas nos últimos dez anos e obrigou o marido a hipotecar a casa em que vivem, no Texas, para pagar as intervenções. Apesar do momento difícil pelo qual passa, a mulher garante que recolocar as próteses fará sua vida melhorar.

“Sei que meus seios arruinaram minha vida e quase me mataram, mas tê-los novamente é a única maneira de curar minha depressão. Meu marido não quer que eu faça outra cirurgia, mas de qualquer forma eu vou para Brasil ou México recolocar os implantes no mês que vem. Só assim posso ser feliz”, afirma a brasileira de 31 anos.

A modelo tem transtorno bipolar e está em profunda depressão. Por recomendação médica, faz tratamento que causa pequenas convulsões no cérebro a partir de eletrochoques. “A minha obsessão em ter os maiores seios do mundo tomou conta da minha vida”, admite.