Monte Cristo Rey, na fronteira do México e EUA, se torna perigoso ponto de travessia de imigrantes

Agentes do Border Patrol têm feito apreensões diárias no local, que é famoso por peregrinações de fiéis e fica localizado entre o Texas, New Mexico e Chihuahua, no México

0
2446
Monte Cristo Rei virou ponto de travessia de imigrantes indocumentados (Foto KDBC 4)

Agentes do US Customs and Border Protection (CBP) resgataram dois corpos em menos de 24 horas em Sunland Park onde fica localizado o Monte Cristo Rey, próximo à cidade de El Paso (TX). Os corpos eram de uma mulher e um homem mexicanos com pouco mais de 30 anos.

Cenas como essa têm se repetido no local, que é ponto de peregrinação religiosa e é conhecido por ser o destino de pessoas que vão cumprir promessas, rezar e apreciar a vista dos estados do Texas, New Mexico e Chihuahua, no México.

“Na verdade, muitas pessoas conseguem atravessar sem serem notadas. Nós não tivemos sorte”, disse o brasileiro Evandro ao jornal The New York Times, que tinha acabado de ser preso por agentes do Border Patrol.

Apesar do forte calor que faz na região no verão, os imigrantes de várias partes do mundo não se intimidam. “Eles têm a falsa sensação de que não vão ser pegos ao atravessar a montanha porque não tem um muro, mas isso não é verdade. Estamos sempre monitorando o local”, disse um agente do CBP ao jornal.

 A maioria dos imigrantes está sendo mandada de volta ao México no mesmo dia e acabam tentando a travessia seguidas vezes, de acordo com o CBP.

As apreensões na fronteira sul do México chegaram a 6.700 por dia em julho, número que não era registrado desde o início dos anos 2000.