Morador da Flórida que espancou e esfaqueou pit bull pega 10 anos de prisão

Homem confessou o crime quatro anos após ser preso por crueldade animal; cachorro morreu dois dias após ser resgatado pelos policiais

0
1379
Brendan Evans, 35, morador de Hollywood FL (foto: Broward Sheriff's Office)

O morador de Hollywood (FL), Brendan Evans, 35, foi preso em novembro de 2017  acusado de espancar e esfaquear quase 50 vezes um filhote de pit bull, e em seguida colocar o animal ainda com vida dentro de uma mala.

Evans primeiramente negou estar envolvido, mas diante das evidências foi levado para a prisão sem direito à fiança sob 17 acusações de crueldade contra animais.  Nesta segunda-feira (8), ele se confessou culpado pelos crimes e os promotores retiraram 15 acusações, restando uma pena de dez anos de prisão.

O ataque ao pit bull Ollie causou indignação em todo o país. Ollie foi levado para um hospital veterinário logo após ser descoberto pelos policiais, mas morreu dois dias depois.

Durante as investigações, os agentes encontraram patas de gatos com cabeças decepadas dentro do freezer na residência do réu, além de peles de animais no forno, conforme reportou o jornal Sun Sentinel à época.

Um relatório de um policial de Delray Beach emitido em junho deste ano, também apresentou uma queixa policial contra Evans feita por um vendedor de gatos. Segundo ele, Evans comprou dois gatinhos e ligou dias depois encomendando outros. O vendedor questionou as intenções do criminoso e chamou a polícia após considerar o pedido suspeito.