Morre policial ferido na invasão ao Capitólio

Segundo os colegas, ele foi morto a golpes na cabeça com um extintor de incêndio durante a invasão do Capitólio por simpatizantes do presidente Trump

0
759
Brian Sicknick foi morto a golpes de extintor na cabeça

O policial do Capitólio Brian Sicknick, de 42 anos, que “enfrentou fisicamente” os manifestantes, morreu na noite de quinta-feira (7). Segundo dois colegas de Sicknick, os ferimentos foram causados por golpes na cabeça com um extintor de incêndio.

A Polícia do Capitólio disse em nota que seus agentes foram agredidos pela multidão com barras de metal, irritantes químicos e outras armas.

Na noite de quinta, centenas de policiais fizeram um minuto de silêncio em homenagem a Sicknick, e as bandeiras do Capitólio foram hasteadas a meio-pau em homenagem ao policial morto.

Pelo menos cinco pessoas, incluindo Sicknick, morreram por eventos relacionados ao ataque ao Capitólio por simpatizantes de Trump. Ashli Babbit (35), veterana da Força Aérea, levou um tiro quanto tentava entrar no plenário da Câmara. Três outras pessoas – Benjamin Philips (50), Kevin Greeson (55) e Rosanne Boyland (34), morreram de indefinidas “emergências médicas”.

As circunstâncias da morte de Sicknick estão sendo investigadas pelo departamento de homicídios do Metropolitan Department of Police de Washington, D.C.

Sicknick era veterano da Guerra do Iraque e entrou para a polícia em 2008.