Mulher é barrada em voo da American Airlines por usar roupa ‘ofensiva para famílias’

Modelo foi proibida de entrar em dois voos da companhia no destino Dallas-Miami e classificou o episódio como discriminação contra as mulheres

0
7587
A modelo e fisiculturista Deniz Saypinar (foto: Instagram)

A modelo e fisiculturista Deniz Saypinar disse que pensou ser uma brincadeira quando o agente da companhia aérea American Airlines falou que ela não podia entrar no avião. “Eles disseram: ‘Ei, você não pode ir para o avião porque está nua’”, lembrou a modelo em uma transmissão no Instagram.

O caso aconteceu na última sexta-feira (9), quando ela tentava embarcar no aeroporto de Dallas, no Texas, para Miami, na Flórida, onde participaria do evento Swim Week.

Segundo Saypinar, no momento da abordagem ela usava short e top, e o funcionário da companhia argumentou que a roupa seria “ofensiva para as famílias” a bordo.

“Eu estava tremendo, porque pensei: ‘Não é real o que está acontecendo’. Eu me senti em pânico”, contou a modelo na rede social.

Imediatamente ela vestiu uma camiseta por cima do top, mas mesmo assim não foi autorizada a pegar o voo. A mulher remarcou o bilhete mas foi rejeitada em um segundo voo da companhia pelos mesmos motivos. Apenas horas depois ela teria finalmente voado para a Flórida.

Diante da repercussão do caso, a American Airlines se pronunciou dizendo que negou o embarque da cliente por ela ter descumprido as regras de transporte da empresa. “Todos os clientes devem se vestir adequadamente e roupas ofensivas não são permitidas em nossas aeronaves”, declarou a companhia em comunicado.

A modelo que nasceu na Turquia classificou o episódio como um ato de discriminação contra as mulheres, razão pela qual ela teria se mudado do seu país de origem. 

“É por isso que me mudei para os Estados Unidos. Tenho que ser eu mesma e ser livre como mulher”, disse.