Mulher é estuprada diante de várias pessoas dentro de metrô na Filadélfia

Passageira foi violentada durante 45 minutos enquanto dezenas de pessoas gravavam o ataque pelo celular: "Como podemos permitir que algo assim aconteça?", indagou o superintendente da polícia

0
5819
Criminoso foi preso em flagrante, segundo informou a companhia metroviária (foto: Pixabay)
Criminoso foi preso em flagrante, segundo informou a companhia metroviária (foto: Pixabay)

O ataque ocorreu por volta das 10 p.m. de quarta-feira (13) em um metrô da companhia SEPTA, na Filadélfia. O suspeito identificado como Fiston Ngoy, de 35 anos, foi flagrado pelas câmeras de vigilância do trem tocando o corpo da mulher várias vezes e sendo repelido por ela, até que ele iniciou as agressões sexuais.

Segundo as autoridades, várias pessoas presenciaram e gravaram a cena com seus celulares. Mas durante 45 minutos ninguém chamou a segurança nem tentou impedir que a mulher fosse violada.

Quando finalmente uma pessoa ligou 911,  os agentes de segurança chegaram rapidamente a bordo, e interromperam o estupro.

Em um comunicado, a SEPTA qualificou o ataque de “um ato criminoso horrendo” e disse que o agressor foi preso em flagrante.

O Superintendente do Departamento de Polícia de Upper Darby, Timothy Bernhardt, falou que o vídeo mostrou a mulher sendo derrubada e tendo suas roupas arrancadas. Segundo Bernhardt, ela foi levada para um hospital em estado de choque.

“Havia muitas pessoas no trem que, na minha opinião, deveriam ter intervido. Alguém deveria ter feito algo”, declarou o superintendente. “Isso fala sobre quem somos como sociedade. Como podemos permitir que algo assim aconteça?”, indagou.

Fiston Ngoy enfrenta acusações de estupro, agressão sexual e outros crimes. Ele indicou um abrigo para sem-teto como moradia e  foi detido sob fiança de $180 mil.