Mulher é presa acusada de balear irmã dentro de um carro em Miami Beach, FL

Suposta autora do disparo disse aos investigadores que o tiro foi "acidental"; médicos informaram que a vítima "não tem chances de sobreviver"

0
1310
Taniyria Holt, de 24 anos, poderá reponder por homicídio culposo (foto: Miami-Dade Corrections)

De acordo com os médicos, a turista de Atlanta (GA), de 18 anos, “não tem expectativa de sobrevivência” depois de ter sido supostamente baleada por sua irmã, dentro de um carro, em Miami Beach, na noite do último domingo (6).  

Segundo as autoridades, Dre’Naya Ponder está sendo mantida viva por aparelhos. A irmã da vítima, Taniyria Holt, de 24 anos, e outras três mulheres que estavam dentro do veículo no momento do incidente, disseram às autoridades que o tiro foi “acidental”.

Os policiais foram acionados por volta das 8:15 p.m. e, quando chegaram no local, encontraram Ponder desacordada dentro de um Jaguar modelo 2019, com um ferimento de bala na cabeça.

A suposta autora do disparo disse aos investigadores que o grupo estava fazendo vídeos com seus telefones celulares e ela segurava uma arma de fogo pertencente a uma das outras mulheres quando o revólver disparou.

“Pensando que a arma de fogo estava descarregada, Holt disse que foi passar a arma para sua irmã (que estava sentada no banco de trás do veículo), quando acidentalmente atirou nela”, revelou o relatório policial obtido pelo jornal Miami Herald.

Os agentes relataram que a cena foi registrada pelo celular de uma das mulheres. Holt foi presa preventivamente e, se a morte de Ponder se concretizar, ela responderá por homicídio culposo.

Os médicos disseram que estão esperando a família chegar da Geórgia para desligar os aparelhos.