Estados Unidos

Mulher é presa acusada de vender comprovantes falsos de vacina pelo Instagram

‘AntiVaxMomma’ cobrava $200 por cartão falso de vacinação contra a covid; falsificação e uso de cartões fake são considerados crimes federais

Cartões falsos apreendidos por agentes federais recentemente (Foto CBP))

Autoridades de New Jersey prenderam uma mulher que vendia comprovantes falsos de vacina contra a covid-19. Sob o perfil ‘AntiVaxMomma’, ela comercializava pelo Instagram cada cartão falso por $200. Entre os compradores, estavam funcionários de hospitais e de asilos.

Jamine Clifford, de NJ, teria vendido mais de 250 cartões falsos nas últimas semanas. Para conseguir os cartões, ela tinha uma comparsa que trabalhava em um hospital de NY e tinha acesso à data base da cidade.

Treze pessoas que compraram os cartões falsos também foram detidas.

As autoridades alertam que a proliferação de cartões falsos está sendo observada em todos os EUA devido à exigência para a entrada em muitos lugares. A falsificação e o uso desses cartões fake são crimes federais.

Este mês, depois que dois turistas foram presos por usarem cartões falsos para viajar para o Havaí, o senador Chuck Schumer, do partido Democrata, pediu para que o FBI intensifique as investigações para prender essas quadrilhas e as pessoas que compram esses cartões.

Baixe nosso aplicativo