Mulher morre de aparente ataque de crocodilo em lagoa da Flórida

Autoridades adiantaram que corpo tinha "ferimentos consistentes com mordidas de crocodilo", embora a causa oficial da morte ainda não tenha sido determinada

0
2670
Lagoa de retenção em Valrico, FL, onde a jovem Shayla Silva foi encontrada morta (foto: Reprodução Fox News)

Shayla Silva, de 29 anos, morreu em um provável ataque de crocodilo enquanto nadava em um lagoa de retenção de águas pluviais em Valrico, no condado de Hillsborough, Flórida.

A polícia foi chamada à cena na noite de domingo, 4 de julho, onde encontrou o corpo na parte da lagoa que fica próxima ao restaurante Landing Bar and Grill. 

A causa da morte ainda está sendo investigada e as autoridades aguardam os resultados dos exames do médico legista. No entanto, a polícia disse que a jovem “tinha ferimentos compatíveis com mordidas de crocodilo”.

A madrasta de Shayla, Mary Simpson, disse à Fox News que a enteada sofria de depressão e costumava nadar na lagoa. “Nós realmente tentamos manter nossos olhos no que ela estava fazendo. Mas sempre que ela se afastava de nós, ela descia para a água,” disse Simpson.

A polícia montou um armadilha para localizar o réptil que possivelmente causou a morte da jovem, mas até o momento nenhum animal foi capturado.