Mulher morta em acidente causado por adolescentes em Oakland Park (FL) em agosto é sepultada

Ela foi vítima de ferimentos causados por um acidente provocado por adolescentes que fugiam da polícia em Broward

0
1316
Maria Tellez foi sepultada após um serviço fúnebre em North Lauderdale. A mãe de três filhos, de 35 anos, foi morta em acidente no dia 28 de agosto (Foto: nbcmiami)
Maria Tellez foi sepultada após um serviço fúnebre em North Lauderdale. A mãe de três filhos, de 35 anos, foi morta em acidente no dia 28 de agosto (Foto: nbcmiami)

A família de uma mulher morta em um acidente em Oakland Park no mês passado, causado por adolescentes fugindo da polícia, se despediu dela em um funeral na segunda-feira (12).

Maria Tellez foi sepultada após um serviço fúnebre na igreja Our Lady Queen of Heaven em North Lauderdale. A mãe de três filhos, de 35 anos, foi morta em 28 de agosto.

As autoridades disseram que adolescentes de 13 e 15 anos estavam fugindo da polícia em um carro roubado quando colidiram com vários veículos em um cruzamento, matando a vítima e ferindo várias outras pessoas.

Uma câmera de monitoramento de um posto de gasolina próximo mostrou os adolescentes fugindo do local a pé. Posteriormente, eles foram presos.

O jovem de 15 anos enfrenta acusações por roubo de carro, fuga agravada e evasão com ferimentos graves ou morte e resistência a um policial sem violência. O jovem de 13 anos está sendo acusado de contravenção.

Ambos os adolescentes compareceram ao tribunal para infratores juvenis, onde se descobriu que o jovem de 15 anos está em liberdade condicional por outros dois casos, e o jovem de 13 anos tem 25 processos judiciais abertos.

A irmã Emily Freia, que agora cuida do filho e das duas filhas de Tellez, está exigindo que os adolescentes sejam acusados ​​de adultos.

“Esses garotos têm uma longa história. Não é a primeira vez, talvez a primeira vez que mataram alguém, talvez a primeira vez que tiraram a vida de alguém que é minha irmã, mas eles têm de ser responsabilizados como adultos”, disse Freia. “Vou lutar, e fazer tudo que for possível, nem que tenha de ficar no escritório do procurador do Estado todos os dias a partir de agora pela condenação deles.”

Os adolescentes ainda podem ser acusados ​​como adultos. O garoto de 15 anos deve voltar ao tribunal no próximo mês, e o garoto de 13 anos irá a julgamento no final deste mês.