New York sedia maior leilão de arte da história

0
913
'Retrato de Valerio Belli', de Rafael, é uma das obras em leilão

A renomada casa de leilões Sotheby’s começou a vender na quarta-feira (4), em New York, um lote de obras de arte estimado em $500 milhões, informa o jornalista Fernando Rodrigues, do portal UOL. São trabalhos de Picasso, Willem de Kooning, Modigliani, Frank Stella, Henri Matisse, Wassily Kandinsky, Georges Braque, Egon Schiele e outros.

Os pregões serão realizados ao longo dos próximos meses, até 2016. Em 27 de janeiro do ano que vem, por exemplo, será leiloado o quadro “Retrato de Valerio Belli”, pintado pelo renascentista Rafael.

Na quarta-feira, um dos quadros com valor estimado mais elevado era “Mulher sentada numa cadeira”, de 1938, de Pablo Picasso. A obra retrata Dora Maar, amante e musa do mestre espanhol. A Sotheby’s acredita que essa pintura possa render $35 milhões.

O lote completo contém cerca de 500 peças. Todas pertenciam ao bilionário Adolph Alfred Taubman. Ele morreu em 17 de abril de 2015, aos 91 anos. Era o proprietário da Sotheby’s desde 1983 e deixou muitas dívidas fiscais. Ele fez fortuna com shopping centers em Detroit, no Estado de Michigan. Taubman teve problemas com a Justiça em 2001, quando foi condenado pelo crime de ter manipulado preços em leilões. Passou 9 meses na cadeia.

O dinheiro do leilão da Sotheby’s com o acervo de Taubman, segundo a empresa, será usado para pagar dívidas deixadas pelo ex-dono da empresa e também para criar uma fundação.