No duelo dos rubro-negros, melhor para o Athletico-PR

Após empate no primeiro jogo da semifinal, Furacão derrotou o Fla por 3 a 0 no Maracanã e garantiu vaga na decisão da Copa do Brasil

0
148
No Maracanã, Nikão (à esquerda) do Athletico-PR marcou dois gols para destruir o Flamengo (Foto: Thiago Ribeiro/AGIF)
No Maracanã, Nikão (à esquerda) do Athletico-PR marcou dois gols para destruir o Flamengo (Foto: Thiago Ribeiro/AGIF)

O Athletico Paranaense está na final da Copa Intelbras do Brasil. Na noite desta quarta-feira (27), o Furacão dominou o Flamengo em pleno Maracanã, pelo jogo de volta da semifinal, e saiu de campo com o triunfo por 3 a 0 e vaga grantida na grande decisão da competição mais democrática do país. Nikão, duas vezes, e Zé Ivaldo balançaram as redes no Rio de Janeiro – na ida, as equipes empataram em 2 a 2.

A disputa pela taça será entre a equipe paranaense e o Atlético-MG, que também se classificou na mesma noite ao vencer o Fortaleza por 2 a 1.

Bem postado taticamente no primeiro tempo diante do Flamengo, o Athletico-PR balançou as redes duas vezes e saiu para o intervalo com boa vantagem rumo à final da competição. Logo aos nove minutos, Nikão cobrou pênalti e chutou rasteiro no canto direito de Diego Alves para fazer 1 a 0. Depois, a equipe carioca até teve o domínio na posse de bola, mas não conseguiu ser efetivo nas criações para buscar o empate. Em uma das poucas chances, Bruno Henrique recebeu boa bola de Everton Ribeiro, dominou e acabou travado por Santos. Em outra chegada, de bola parada, Léo Pereira pegou de primeira após sobra dentro da área, mas mandou por cima do gol. O Furacão seguiu com intensidade na defesa e sem dar espaços para os cariocas. Aos 52 minutos da primeira etapa, Nikão recebeu pela direita e chutou cruzado para marcar mais um e ampliar para a equipe paranaense: 2 a 0.

Mantendo boa atuação tática, o Athletico-PR confirmou a classificação à final com mais um gol. Aos 43 minutos, após contra-ataque, Pedro Rocha foi lançado na esquerda, dominou, girou e mandou na área para Zé Ivaldo, que chegou em velocidade e finalizou para liquidar a fatura: 3 a 0.

O resultado frustrou os torcedores flamenguistas no Maracanã, que vaiaram e xingaram bastante o técnico Renato Gaúcho e um dos torcedores atirou um copo de cerveja no rosto de Gabigol. O próprio Renato colocou seu cargo à disposição, mas a diretoria do Flamengo não aceitou o pedido de demissão. 

O treinador e o elenco do time carioca terão outra missão dificílima no sábado (30) quando enfrentam o Atlético-MG no Maracanã. A partida é de suma importância para o Flamengo, pois somente a vitória interessa ao Rubro-Negro da Gávea. A diferença de pontos entre o Galo, líder da competição, e o Flamengo, 4º colocado, é de 13 pontos. Entretanto, o clube carioca tem doios jogos a menos do que o Alvinegro de Belo Horizonte e, em caso de vitória, poderá ver esta distância diminuir e ainda permanecer na luta pela conquista do Campeonato Brasileiro pelo terceiro ano consecutivo. Todavia, uma vitória do Galo praticamente lhe dá o título de campeão brasileiro – algo que vem perseguindo há 50 anos. O empate também serve porque mantém a diferença na tabela e ainda se livra de enfrentar seu principal concorrente.

O Athletico-PR também joga no sábado e precisa vencer o Santos, se quiser se afastar da briga pelo rebaixamento para a Série B. O Furacão vem fazendo excelentes campanhas nas copas, mas tem tido desempenho irregular no Brasileirão. Finalista da Copa Sul-Americana, quando enfrentará o Red Bull Bragantino, e da Copa do Brasil no duelo com o Atlético MG, o Rubro-Negro paranaense ocupa apenas a 12ª posição com 34 pontos em 27 jogos e terá um jogo decisivo com o Santos, 16º colocado, com 32 pontos em 28 partidas. Duelo de vida e morte para as duas equipes para permanecer na Série A.

Atlético-MG volta a vencer o Fortaleza e está na final do Copa do Brasil

Hulk está tentando ser o artilheiro em duas competições: Brasileirão e Copa do Brasil (Foto: Fernando Moreno/AGIF)
Hulk está tentando ser o artilheiro em duas competições: Brasileirão e Copa do Brasil (Foto: Fernando Moreno/AGIF)

O Atlético-MG está na decisão da Copa Intelbras do Brasil 2021. Depois de bater o Fortaleza por 4 a 0 no jogo de ida da semifinal, a equipe mineira voltou a vencer o Leão, nesta quarta-feira (27), na Arena Castelão, dessa vez por 2 a 1, e confirmou presença na grande final da competição. 

As equipes fizeram um início de jogo de poucas chances claras na Arena Castelão. Precisando buscar o resultado, o Leão finalizou mais, porém sem precisão. A grande chance do time da casa nos primeiros minutos saiu em jogada de Wellington Paulista, aos 11, que recebeu de Bruno Melo e bateu cruzado, mas Edinho por centímetros não conseguiu completar para as redes. 

Depois do intervalo, o Atlético quase abriu a contagem, logo aos dois minutos, com Vargas, mas novamente Boeck salvou o Fortaleza. Aos 13, os mineiros tiveram mais uma chance, dessa vez com Diego Costa, que driblou o arqueiro adversário para fazer 1 a 0. Tentando o empate, o Leão teve chances com Éderson e Ronald. O primeiro errou o alvo e o segundo parou no goleiro Everson.

Mas, já aos 38, Hulk de pênalti aumentou a vantagem mineira. Enquanto, aos 44, Romarinho descontou para o Fortaleza e deu números finais ao confronto. Aliás, Hulk pode conseguir uma façanha. Ele pode se tornar o artilheiro do Brasileirão, onde está em segundo lugar, com 11 gols marcados, e da Copa do Brasil, competição na qual lidera, com seis tentos anotados.

Com a decisão da Copa do Brasil marcada para os dias 12 e 15 de dezembro, após o encerramento do Brasileirão, o Galo concentrará todos seus esforços para garantir sua enorme vantagem sobre os adversários na tabela do Campeonato Brasileiro. O Atlético-MG volta a campo no sábado (30) no Maracanã para enfrentar o Flamengo – o único clube que pode tirar o título de suas mãos. 

O Fortaleza, por sua vez, também joga fora de casa. O clube cearense, 3º colocado com 48 pontos, viaja para Belo Horizonte para enfrentar o América-MG, que ocupa a 10ª posição com 35 pontos. As duas equipes já jogaram 28 vezes pelo Brasileirão. Enquanto o Tricolor do Peci tenta ficar entre os quatro primeiros para se classificar diretamente para a Copa Libertadores da América de 2022, o Alviverde de Minas Gerais que se afastar da perigosa zona de rebaixamento para a Série B.

Santos bate o Fluminense e deixa a zona de rebaixamento do Brasileirão

o lateral Madson vibra muito com o gol marcado na partida como Fluminense na Vila Belmiro (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
o lateral Madson vibra muito com o gol marcado na partida como Fluminense na Vila Belmiro (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

O Santos conquistou uma vitória importante na noite desta quarta-feira (27). Em jogo adiado da 23ª rodada do Brasileirão, a equipe paulista venceu o Fluminense, na Vila Belmiro, por 2 a 0, chegou aos 32 pontos e deixou a zona de rebaixamento. Já o Tricolor carioca segue na oitava colocação, com 39 pontos somados. 

O Santos começou o jogo em ritmo acelerado e teve boas chances de abrir a contagem antes mesmo dos dez minutos. Primeiro em cabeçada de Madson, que viu a bola carimbar a trave depois de boa defesa de Marcos Felipe. E na sequência com Marcos Guilherme, que também esbarrou no arqueiro tricolor. O Peixe seguiu pressionando e, aos 32, Zanocelo descolou ótimo lançamento para Madson, o lateral se antecipou à marcação e testou firme para fazer 1 a 0. 

Buscando o empate, o Flu voltou para o segundo tempo com uma postura mais agressiva. No entanto, a equipe carioca deu espaços para o Santos, que apostou no contra-ataque e foi feliz. Aos 18 minutos, Marinho saiu em velocidade e tocou para Madson cruzar rasteiro na medida para Diego Tardelli ampliar a contagem na Vila Belmiro.

Em sua saga pela recuperação no Brasileirão, o Santos tem pela frente o Athletico-PR no sábado (30) na Arena da Baixada em Curitiba. Jogo difícil para o Alvinegro praiano (16º colocado), pois o Furacão já carimbou passagem às finais da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana e agora está concentrado em se recuperar no Campeonato Brasileiro, onde ocupa a 12ª posição.

Já o Fluminense (8º colocado) vai tentar se recuperar na competição no domingo (31) quando enfrenta Ceará (14º colocado) no Castelão, em Fortaleza.

Bahia e Ceará empatam em jogo adiado da 23ª rodada do Brasileirão

Bahia e Ceará se enfrentaram na Arena Fonte Nova em jogo para escapar da zona de rebaixamento (Foto: Jhony Pinho/AGIF)
Bahia e Ceará se enfrentaram na Arena Fonte Nova em jogo para escapar da zona de rebaixamento (Foto: Jhony Pinho/AGIF)

Em jogo adiado da 23ª rodada do Brasileirão, Bahia e Ceará entraram em campo na noite desta quarta-feira (27), na Arena Fonte Nova, em um confronto direto dentro da competição. Com gols marcados no segundo tempo da partida, as equipes empataram em 1 a 1 e somaram um ponto cada.

Com o resultado, o Vozão agora aparece na 14ª posição na tabela da Série A, com 33 pontos, seguido pelo Esquadrão de Aço, com 32.

O confronto em Salvador começou equilibrado e sem muitas chances claras para Bahia e Ceará. Mas, aos poucos, o Esquadrão de Aço foi achando espaço e levando perigo ao Vozão. Aos 24 minutos, Patrick de Lucca cruzou pela direita e Nino Paraíba finalizou na trave. Depois, Juninho Capixaba foi parado em duas boas defesas de João Ricardo: primeiro em chute de dentro da área, e depois em cobrança de falta direto para o gol, que o goleiro se esticou para salvar os visitantes. 

Na volta do intervalo, as equipes apresentaram uma postura mais ofensiva e não demoraram para balançar as redes. Aos oito minutos, Bruno Pacheco arrancou pela lateral e tocou para Mendoza. O atacante tabelou com Vina, recebeu de Jael e finalizou para colocou o Ceará na frente. O Bahia não deu tempo para a comemoração dos visitantes e, aos 11, deixou tudo igual. Gilberto arriscou de fora da área e mandou uma bomba para o gol: 1 a 1. Aliás, Gilberto é o artilheiro isolado do certame, com 12 gols. 

O Bahia (15º colocado) viaja a Caxias do Sul para enfrentar o Juventude (17º colocado) em um duelo direto para escapar do Z4. O time gaúcho é o primeiro no Z4 e está a três pontos de distância do Tricolor de Salvador. Uma vitória do Alviverde da Serra Gaúcha iguala a pontuação e põe mais pressão no time da capital baiana, que pretende vencer a partida e dar um salto na classificação.

O Ceará (14º colocado), por sua vez, recebe o Fluminense (8º colocado) e tenta vencer a partida marcada para a Arena Castelão em Fortaleza no domingo (31) a fim de fugir da zona de reaixamento. O Tricolor das Laranjeiras, no entanto, deseja vencer para entrar no G6 do Brasileirão.