Novo ‘Star Wars’ estreará ajudando fã com câncer e sob proibição

0
730

A experiência de assistir ao filme “Star Wars: Episode VII – The Force Awakens” (trailer acima) não será completa para alguns dos fãs da saga nos Estados Unidos. Cinemas norte-americanos já avisaram que não será permitido ver o novo longa da franquia utilizando itens colecionáveis relacionados ao enredo da saga.

A rede Cinemark proibiu máscaras, pinturas no rosto, sabres de luz ou blasters (armas usadas pelos personagens de Star Wars) em suas salas, possivelmente por questões de segurança. Já a AMC aceitará sabres de luz, desde que desligados.

O filme também inspirou o apelo de um fã doente de câncer. O americano Daniel Fleetwood, que sofre de um câncer raro no tecido conjuntivo, gostaria de poder ver o filme antes da estreia. Ele teme que não consiga sobreviver até o dia 18 de dezembro, data em que o filme chegará aos cinemas dos EUA. Os atores Mark Hamill e John Boyega aderiram a uma campanha lançada pela esposa de Fleetwood nas redes sociais.

A Disney ainda não se pronunciou sobre a campanha, mas o diretor do filme, J.J. Abrams já concedeu pedido semelhante em 2013, para Daniel Craft, um fã de Star Trek com câncer terminal.

“Episode VII – The Force Awakens” chegará aos cinemas dos Estados Unidos um dia após a estreia no Brasil. O longa-metragem é o primeiro de uma trilogia de Star Wars a ser feita pela Disney, depois que a empresa comprou a Lucasfilm – responsável pelos longas clássicos da saga – em 2012.