Número de peixes-boi mortos nas águas da FL em 2020 já é o maior em cinco anos

A quantidade de peixes-boi mortos de janeiro a julho já ultrapassou a média dos últimos cinco anos completos, mesmo havendo uma pausa no levantamento de dados de 2020 devido à Covid-19.

0
1347
O manatee da Flórida é uma espécie nativa e foi incluída na na Lei Federal de Espécies Ameaçadas em 2017 (foto: FWC)
O manatee da Flórida é uma espécie nativa e foi incluída na Lei Federal de Espécies Ameaçadas em 2017 (foto: FWC)

O número de peixes-boi (manatees) mortos na Flórida desde de janeiro até julho já ultrapassou a média dos últimos cinco anos completos. Mesmo havendo uma lacuna no levantamento de dados entre abril e maio, devido a restrições da pandemia de coronavírus.

Segundo a Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem da Flórida, (FWC na sigla em inglês),  388 desses animais morreram em todo o Estado.

Martine de Wit, veterinária da FWC, disse que ainda não há uma causa principal para os óbitos. Já que o governo paralisou as análises devido à COVID-19, e os pesquisadores deixaram de realizar necrópsia nos cadáveres encontrados.

“Estamos seguindo as diretrizes de saúde e executando nosso trabalho da maneira mais segura possível para nossa equipe”, disse ela. 

Geralmente, o número  de corpos de peixes-boi não recuperados para essa época do ano fica em média em torno de 30. Mas até agora foram registrados 132 carcaças não recuperadas ou pendentes de exames, segundo a veterinária.

Ela acredita que os choques com as embarcações continuam sendo uma das principais causas de morte, e faz uma recomendação aos proprietários de embarcações: “obedeça às zonas de baixa velocidade.


“Mesmo se você estiver fora da zona de manatess, especialmente sobre águas rasas ou em canais, mantenha sempre os olhos na água, porque os peixes-boi podem estar em qualquer lugar”, disse de Wit. “E você também pode procurar as pegadas que eles deixam na água quando você está nadando “.

O peixes-boi da Flórida são uma espécie nativa encontrada em muitas das vias navegáveis ​​do Estado. Estima que cerca e  7.520 desses mamíferos aquáticos habitem a região atualmente. Desde maio de 2017, eles foram incluídos na Lei Federal de Espécies Ameaçadas.

Se você encontrar um animal morto ou ferido na água, entre o contato com a linha direta: 1-888-404-FWCC.