O documentário sobre imigração da Netflix que o governo dos EUA quer parar a todo custo

A série de seis partes chamada Immigration Nation está programado para estrear dia 3 de agosto

0
2357
A série sobre os bastidores da imigração está programada para estrear em 3 de agosto (Foto: Divulgação)
A série sobre os bastidores da imigração está programada para estrear em 3 de agosto (Foto: Divulgação)

Embora o US Citizenship and Immigration Services (ICE) tenha autorizado a criação de uma série de documentários sobre a relação entre o governo de Donald Trump e os imigrantes nos EUA, o órgão agora  tenta interrompê-lo a todo custo.

Isso porque o  documentário produzido pelas cineastas Christina Clusiau e Shaul Schwarz mostra algumas práticas sobre a forma como o ICE persegue e trata os imigrantes, o que pode pegar mal, principalmente em ano de eleições. 

A produção do documentário convenceu a agência americana a fazer a série, depois de apresentar o projeto documental de seis partes chamado Immigration Nation, informou o jornal The New York Times.

Porém, uma investigação feita pela revista Times cita telefonemas e e-mails enviados aos diretores da série, pelo ICE, que diz que o governo americano usará seu “peso total” para vetar algumas cenas.

Clusiau e Schwarz indicaram que os problemas aumentaram à medida que a conclusão do projeto se aproximava, e que eles foram procurados por agentes da imigração americana pedindo que a estreia ocorresse somente após as eleições de novembro.

Na produção os diretores mostram como os agentes do ICE mentem para os imigrantes para obter acesso às suas casas e os humilham após levá-los sob custódia.

Eles também documentam atos ilegais, como um policial abrindo a fechadura de um prédio sem mandado durante uma operação.

Embora o ICE defenda que o objetivo de suas operações é prender criminosos, os cineastas descobriram outra coisa: várias ocasiões em que os agentes comemoram a ordem dos supervisores para prenderem o maior número possível de indocumentados.

Esse projeto levou três anos para ser desenvolvido, quase ao mesmo tempo em que o governo Trump assumiu a presidência e endureceu as regras imigratórioas nos EUA.

A série está programada para estrear em 3 de agosto.