O toque latino no esporte mais americano que existe

Jennifer Lopez e Shakira se apresentarão no intervalo do Super Bowl, neste domingo

0
942
Shakira e J-Lo ressaltaram que o show do intervalo será uma oportunidade de mostrar a importância da cultura latina para os EUA (Foto: Reprodução do Youtube)
Shakira e J-Lo ressaltaram que o show do intervalo será uma oportunidade de mostrar a importância da cultura latina para os EUA (Foto: Reprodução do Youtube)

Costuma-se dizer que Miami é a América Latina dentro dos Estados Unidos. E o sempre tão esperado show musical no intervalo do Super Bowl 54, neste domingo, só vai confirmar o tempero latino da nossa região: Jennifer Lopez e Shakira serão as responsáveis pela atração mais importante da noite, depois é claro do jogo entre o Kansas City Chiefs e o San Francisco 49ers. Na entrevista coletiva, as duas estrelas pop esperam que a apresentação sirva como vitrine da cultura latina e não pouparam palavras sobre a força relevante da comunidade nos EUA, em especial no tocante à diversidade cultural. 

“O show terá muito de Shakira e muito de J-Lo”, disse Jennifer Lopez, sem querer revelar muitos detalhes do espetáculo. Ela só garantiu que não vão faltar energia, diversão e momentos incríveis. A cantora ressaltou um fato interessante: além do show do intervalo, que será comandado por mulheres, os dois times que se enfrentarão na final do futebol americano também são dirigidos, fora de campo, por mulheres. “Isso é muito empoderador para nós, especialmente no momento que este país está vivendo. Tenho muito orgulho de poder ajudar a divulgar e transmitir essa mensagem”, disse a novaiorquina do Bronx.

Shakira seguiu o mesmo tom. A colombiana lembrou que o Super Bowl é, provavelmente, o evento mais americano que existe. “Por isso, ter duas latinas num dos momentos de maior audiência da noite é um lembrete importante da herança deste país, que é a diversidade. E é isso que celebraremos no domingo”, afirmou Shakira, confessando que jamais pensou que um dia iria se apresentar no Super Bowl um dia. “Este é um exemplo palpável de como tudo é possível, realmente, e a única coisa que importa é o tamanho dos seus sonhos”, finalizou a colombiana, torcendo para que o fato inspire uma geração futura de latinas.