Operação policial interrompe tráfico de armas da Flórida e do Arizona para o Brasil

Até o momento, a operação da Polícia Federal brasileira e do Department of Homeland and Security (DHS) resultou na prisão de quatro supostos contrabandistas em São Paulo e um em Orlando

0
1751
Materiais eram enviados das cidades de Kissimmee e Orlando, na Flórida, e Tucson, no Arizona (foto: Polícia Federal/Divulgação )
Materiais eram enviados das cidades de Kissimmee e Orlando, na Flórida, e Tucson, no Arizona (foto: Polícia Federal/Divulgação )

De acordo com a Polícia Federal brasileira, as investigações começaram em 2019, depois que carregadores de fuzis AK 47, calibre 7.62, e outros acessórios de armas de fogo foram apreendidos dentro de um pneu enviado dos EUA para o Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro.

A PF contou com a parceria do Department of Homeland and Security (DHS), e deflagrou a operação Pneu de Ferro, que, nesta terça-feira (1), resultou em sete mandados de busca e apreensão e na prisão de quatro supostos contrabandistas em São Paulo e um em Orlando, na Flórida.

Outros suspeitos estão sendo procurados.

Além de Orlando, os policiais identificaram que as encomendas tinham origem nas cidades de Kissimmee, FL,  e Tucson, no Arizona.  O objetivo, segundo as autoridades, é abastecer facções criminosas no Brasil.

“A cooperação policial internacional entre o Brasil e os EUA foi fundamental para a obtenção de informações das atividades ilícitas perpetradas pela organização criminosa“, diz a PF em nota.