Ozzy Osbourne diz que vai deixar os EUA por causa dos tiroteios em massa: “Sou inglês, quero voltar

"Estou farto de pessoas serem mortas todos os dias. Não quer morrer nos EUA ", declarou o astro

0
790
Ozzy Osbourne planeja retornar ao Reino Unido em fevereiro de 2023 (foto: Flickr)
Ozzy Osbourne planeja retornar ao Reino Unido em fevereiro de 2023 (foto: Flickr)

Depois de passar mais de 20 anos morando em Los Angeles, na California, o ex-vocalista do Black Sabbath, Ozzy Osbourne, anunciou que está pronto a deixar os EUA. O músico afirmou que ele e a mulher, Sharon Osbourne, estão voltando para a residência em Buckinghamshire, no Reino Unido. Em entrevista ao The Observer, Ozzy  disse que a decisão foi tomada por medo dos tiroteios em massa que são “bastante comuns onde mora”.

“Estou farto de pessoas serem mortas todos os dias. Deus sabe quantas pessoas foram baleadas em tiroteios em escolas. E houve aquele tiroteio em massa em Las Vegas naquele show… É uma loucura”, declarou o astro, completando: ”Não quer morrer nos Estados Unidos: “Sou inglês. Quero voltar”.

A esposa Sharon concordou com a decisão do marido e afirmou que e “a América mudou drasticamente” desde que o casal decidiu fixar residência no país. No início dos anos 2000, a família Osbourne teve sua vida na California documentada no reality show da MTV ‘The Osbournes‘. 

Em março deste ano, Ozzy já havia antecipado ao jornal Mirror que pretendia se mudar do país de Joe Biden. Mas a razão alegada na ocasião foi bem diferente.  “O imposto está ficando alto demais” disse ele, reforçando que, irá sentir falta de Los Angeles, mas não quer continuar pagando impostos altos para permanecer na América.

Um dos músicos mais icônicos do rock’n roll, Ozzy enfrenta problemas crônicos de saúde, incluindo doença de Parkinson. Mesmo assim, ele está trabalhando o lançamento do seu novo album solo Patient Number 9 que deve ser lançado em setembro. De acordo com os planos anunciados por Ozzy, ele e a família ficam na California até fevereiro de 2023.