Paciente com câncer tenta adiar deportação para o México

Gloria Barrera tem câncer nos ovários em estágio avançado e está em tratamento nos EUA onde mora

0
1592
Gloria Barrera luta para não ser deportada FOTO Chris Walker Chicago Tribune
Gloria Barrera luta para não ser deportada FOTO Chris Walker Chicago Tribune

A mexicana Gloria Barrera, de 54 anos, por meio de advogados, está tentando a todo custo evitar sua deportação, já que ela enfrenta um câncer nos ovários em estágio avançado. Gloria mora no subúrbio de Chicago com a família e foi diagnosticada a doença, que está em estágio 4. Segundo os médicos, ela não tem muitos meses de vida.

Gloria fez um apelo final ao U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) para que ela possa continuar nos Estados Unidos perto de seu marido, seus filhos e netos. “Tenho medo de ser deportada e morrer longe dos meus filhos e do meu marido. Além disso, tenho medo da violência do meu país, só aqui eu me sinto segura”, disse Gloria ao Chicago Tribune.

A Mexicana vive nos EUA desde 1984 e já foi portadora de green card, mas perdeu o documento ao ser presa por furto. Depois da prisão, ela foi deportada para o México em 2013. Segundo o advogado da imigrante, ela foi sequestrada no México e forçada a se prostituir. “Seus sequestradores a trouxeram de volta para os EUA pela fronteira, mas foram interceptados por agentes da Border Patrol e Gloria foi presa novamente”.

“Estou aqui para pedir clemência e justiça para que eu possa morrer junto da minha família. Meus filhos e netos me dão a força que preciso para continuar, já que não tenho muito tempo de vida”, disse Gloria.