Palmeiras é campeão da Copa do Brasil

0
750
Felipe Melo, capitão do Palmeiras, ergue a taça da Copa do Brasil ganha pelo Verdão (Foto: Palmeiras)
Felipe Melo, capitão do Palmeiras, ergue a taça da Copa do Brasil ganha pelo Verdão (Foto: Palmeiras)

Palmeiras e Grêmio fizeram a partida final da Copa do Brasil 2020, no dia 7 de março de 2021, encerrando a temporada do ano passado. E o Verdão mostrou que 2020 é um ano para ficar na história do clube. Afinal, depois de 27 anos, voltou a conquistar a tríplice coroa. Começou com a conquista do Campeonato Paulista – quebrando a fila de 12 anos sem vencer o regional e impedindo o tetracampeonato do Corinthians -, continuou com o título da Copa Libertadores da América, 21 anos após ter conseguido o feito pela primeira vez, e culminou com a taça da Copa do Brasil 2020!

Com uma campanha invicta, com dois empates e seis vitórias (incluindo derrotando o finalista Grêmio nos dois jogos), o Palmeiras confirmou ser o melhor time do Brasil nesta temporada. Nas finais, venceu o Tricolor gaúcho por 1 a 0 em Porto Alegre, gol do zagueiro Gustavo Gomez, e por 2 a 0 em São Paulo, com gols de Wesley e Gabriel Menino.

Realmente, foi uma temporada espetacular. Ao disputar cinco competições, faturou as três citadas acima e ficou em sétimo no Brasileirão – que ficou sem condições de disputar em razão do acúmulo de jogos – e a Copa Mundial de Clubes, na qual o Palmeiras decepcionou. Jogou a primeira partida contra o Tigres do México e perdeu por 1 a 0, gol de pênalti marcado por Gignac, e depois não conseguiu sair do 0 a 0 com o Al Ahly do Egito e foi derrotado pelo campeão africano na disputa de pênaltis.

Mas, apesar dessa decepção, o torcedor palmeirense está muito feliz. Afinal, o atual técnico português Abel Ferreira soube impor seu pensamento vitorioso aos integrantes do grupo, mostrando que não há titulares nem reservas. Todos são importantes e devem estar preparados para entrar em campo assim que o treinador solicitar. As exceções são Weverton (atualmente o melhor goleiro em atividade no futebol brasileiro), Gustavo Gomez (provavelmente o melhor zagueiro da América do Sul), Felipe Melo (por sua experiência) e Luiz Adriano (atacante que consegue atuar com mobilidadee possui bom poder de conclusão).

Pré-Libertadores

Mal houve tempo para comemoração ou lamentação porque a temporada 2021 começou antes em vários campeonatos estaduais (inclusive o Paulistão e o Gauchão) e também a Pré-Libertadores da América – o Brasil tem dois representantes: o Santos, atual vice-campeão da Copa Libertadores da América, que derrotou o Deportivo Lara da Venezuela por 2 a 1 na Vila Belmiro e semana que vem jogará no campo do adversário precisando apenas de um empate, e Grêmio, atual vice-campeão da Copa do Brasil, que massacrou o Ayacucho do Peru por 6 a 1 com direito a um hat trick de Diego Souza. A vantagem foi tão significativa que o clube de Porto Alegre deve mandar uma equipe reserva so Peru na semana que vem.

Copa do Brasil

A Copa do Brasil também largou com tudo. Na terça-feira (9), o Bahia foi a Campina Grande e detonou o Campinense por 7 a 1, e Rossi marcou três gols. Este resultado evitou o segundo confronto e classificou automaticamente o Bahia para a próxima fase. Nos jogos de quarta-feira (10), houve outra goleada com o Botafogo arrasando o Moto Club em São Luiz do Maranhão. Os outros jogos foram estes: 4 de Julho 1 x 0 Confiança; Gama 1 x 2 Ponte Preta; Águia Negra 0 x 1 Vitória; Rio Branco 2 x 1 Sampaio Correa; Madureira 0 x 1 Paysandu; Cianorte 1 x 0 Paraná, o resultado mais surpreendente da rodada, que foi a vitória do Juazeirense sobre o Sport Club do Recife por 3 a 2. Todos os vencedores já estão classificados para a próxima fase.

O lado nefasto do futebol

Comitê de gerenciamento de crise sanitária decidiu suspender o Campeonato Paulista atendendo pedido do Ministério Público
Comitê de gerenciamento de crise sanitária decidiu suspender o Campeonato Paulista atendendo pedido do Ministério Público

O Campeonato Paulista será suspenso entre os dias 15 e  30 de março em razão da pandemia da covid-19 que transformou o Brasil no epicentro mundial de vítimas desta doença que castiga o mundo inteiro por determinação das autoridades sanitárias do governo do Estado de São Paulo. Segundo João Medina, do Centro de Contingência do Covid-19, a decisão de paralisar o futebol foi tomada a pedido do Ministério Público Estadual. “Estamos em uma fase emergencial. Tem prejuízo para todos os setores. Tem um sofrimento para toda a sociedade, toda a atividade econômica. Em relação ao futebol, estamos atendendo a um ofício, uma recomendação do Ministério Público Estadual. Isso fugiu da nossa alçada”, afirmou Medina.

O duro é que o calendário futebolístico está super apertado e uma paralisação por duas semanas pode colocar em risco o Paulistão. Para contornar este problema, os dirigentes da Federação Paulista de Futebol (FPF) e dos clubes se reuniram na quinta-feira (11). Ficou decidido que os dirigentes da FPF se reunirão como governador de São Paulo, João Dória Jr., para tentar reverter esta decisão. De qualquer maneira,os governadores do Rio de Janeiro e de Minas Gerais liberaram seus estádios para os clubs paulistas jogarem nestes locais.

Tanto clubes como federações estaduais apresentaram procedimentos de protocolo adotados a fim de restringir o contágio entreatletas,comissões técnicas e dirigentes. De fato, apesar de terem sido registrados diversos casos de covid-19 no meio futebolístico, ninguém se tornou vítima fatal. 

A fim de reforçar o argumento, eles demonstraram que na Europa os campeonatos estão sendo disputados normalmente, porque os clubes de lá também adotaram procedimentos de acordo com os protocolos determinados. Entretanto, a suspensão foi mantida.

Jogos internacionais

No âmbito do futebol sul-americano, a situação também está confusa. O Ministério da Saúde da Colômbia proibiu a delegação brasileira de pousar em solo colombiano por temor de transmissão do vírus no seu país. Diante da negativa, a Conmebol (entidade que comanda o futebol sul-americano) decidiu suspender a 5ª e a 6ª rodadas que deveriam ter sido disputadas no mês de março.

As delegações brasileiras que viajarem para outros países da América do Sul para jogar pela Pré-Libertadores ou pela Copa Sul-Americana de Futebol devem adotar protocolos rígidos para evitar a disseminação do vírus, sobretudo da variante brasileira, considerada ainda mais letal do que a covid-19 original.

Decisão em campo neutro?

A pandemia do novo coronavírus no Brasil alcançou números alarmantes. Só nesta quarta-feira, mais de duas mil pessoas perderam a vida no país por causa da doença. Em São Paulo, os hospitais estão cheios e já existe risco de colapso, inclusive assumido pelo governo do Estado. Além de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Ceará já anunciaram restrições e bloquearam o futebol. 

Classificado para disputar a Recopa Sulamericana, o Palmeiras tem compromisso contra o Defensa y Justicia, da Argentina, em 14 de abril. O jogo está marcado para o Allianz Parque. Mas, se o futebol ainda estiver suspenso em São Paulo, a partida não poderá acontecer. O jogo de ida está marcado para o dia 7 de abril na Argentina.

Sendo assim, o Verdão pode mandar seus jogos em Assunção, no Paraguai. A cidade fica perto de Luque, local em está fixada a sede da Conmebol.

Segundo regra da Conmebol, o clube tem que indicar um estádio reserva. Se por ventura o país fechar a fronteira, essa opção é ativada. O protocolo insiste em dar W.O para a equipe que não conseguir atuar.

Além desse duelo, o Palmeiras tem a disputa da Super Copa do Brasil contra o Flamengo no dia 11 de abril. Para muitos, será o tira-teima entre os dois times mais poderosos do país atualmente e líderes do ranking nacional. Apesar da confirmação da data, a CBF ainda não determinou o local do jogo por causa da pandemia da covid-19.