Pandemia pode atrasar pelo menos 850 mil processos imigratórios

Cerca de 85 mil imigrantes estão aguardando uma audiência com o juiz de imigração, que devem ser atrasadas em meses; outros processos envolvem entrevistas de green card, pedidos de asilo, entre outros processos

0
1539
Texas é o estado com o maior número de casos paralisados, seguido por California, New York, e Flórida (foto: flickr)
Texas é o estado com o maior número de casos paralisados, seguido por California, New York, e Flórida (foto: flickr)

Um estudo feito pela Transactional Records Access da Universidade Syracuse de New York mostra que pelo menos 850 mil processos imigratórios terão atraso por causa da pandemia do coronavírus. Escritórios e tribunais de imigração ficaram fechados por mais de dois meses e os processos e julgamentos ficaram praticamente paralisados.

De acordo com o levantamento, 41 mil casos imigratórios foram concluídos em fevereiro, esse número caiu para 26 mil casos em março e apenas 6.400 processos foram concluídos em abril.

Cerca de 85 mil imigrantes estão aguardando uma audiência com o juiz de imigração, que devem ser atrasadas em meses ou serem remarcadas apenas no ano que vem.

“Milhares de pessoas terão que aguardar meses ou até mesmo anos até que os casos sejam resolvidos”, informa o estudo.

 Os escritórios do US Citizenship and Immigration Services (USCIS) reabriram para atendimento ao público no dia 4 de junho. Os tribunais também já estão realizando audiências.