Paulo Guedes crê que dólar perderá relevância nos próximos anos

Para ministro brasileiro, economia global deverá ter até seis moedas fortes

0
920
Paulo Guedes não crê que o dólar será substituído, mas perderá relevância (Foto: Washington Costa – Divulgação Ministério da Economia)
Paulo Guedes não crê que o dólar será substituído, mas perderá relevância (Foto: Washington Costa – Divulgação Ministério da Economia)

O ministro da Economia do governo Bolsonaro, Paulo Guedes, participou ativamente do Fórum Econômico Mundial, em Davos, e uma de suas afirmações gerou muita repercussão. Segundo o brasileiro, o dólar deve diminuir a sua importância e a economia global deverá ter até seis moedas fortes em breve. “Não quero dizer com isso que o dólar será substituído”, esclareceu o ministro, durante a sua última apresentação na Suíça.

Segundo ele, moedas continentais, como o euro, por exemplo, devem ganhar força nos próximos anos. Para o ministro, faz sentido que as trocas comerciais entre países de um mesmo continente, por exemplo, sejam feitas com uma moeda local. “É um fato que hoje nós temos uma grande e forte economia continental”, disse o brasileiro.

Para Guedes, não faz sentido que 200 milhões de chineses negociem entre eles em dólares. “Eles certamente vão tratar em Renminbi”, acrescentou o ministro, em referência à moeda daquele país asiático, ressaltando que o capital se direciona para os países onde há eficiência.