Pelo menos 20 mortos em ataque a boate em Orlando

Homem armado com fuzil e pistola invade boate e atira. Equipe da SWAT é chamada, troca tiros e mata suspeito. FBI investiga se ato foi terrorismo doméstico ou internacional

0
25291
Polícia conta pelo menos 20 mortos e mais de 40 feridos no ataque

DA REDAÇÃO, COM AP—Um atirador abriu fogo na madrugada de domingo (12) dentro de uma boate de Orlando (Flórida), matando aproximadamente 20 pessoas e ferindo outras 42 antes de ser abatido pela SWAT, informou a polícia.

O delegado John Mina disse que o atirador portava um fuzil, uma pistola e algum tipo de “dispositivo suspeito.” A matança aconteceu por volta das duas da manhã, na boate Pulse Club Orlando, na South Orange Drive. O atirador trocou tiros com um policial que trabalhava no local, entrou na boate e começou a fazer reféns.

Por volta das cinco da manhã, as autoridades enviaram uma equipe da SWAT para o resgate, e o suspeito acabou morto na troca de tiros com a polícia. Mina disse que a polícia não sabe ainda o número exato de fatalidades, mas disse que havia “aproximadamente vinte” pessoas mortas dentro na boate.

O agente especial encarregado do caso, Danny Banks, disse em entrevista que o massacre está sendo investigado como terrorismo. O agente afirmou que as autoridades estão considerando se foi um ato de terrorismo doméstico ou internacional, e se o atirador era um “lobo solitário”, um terrorista que age por conta própria.

“Do modo como eu o vejo, este é um incidente que pode ser classificado como “terrorismo doméstico,” disse o sheriff do condado de Orange, Jerry Demings.

Dezenas de carros de polícia, incluindo uma equipe da SWAT, correram para a cena do crime. Pelo menos duas caminhonetes da polícia foram vistas sendo aparentemente usadas para retirar os corpos do local.

A Pulse Orlando, boate voltada ao público gay, postou na sua página do Facebook uma mensagem por volta das duas da manhã rogando para todo mundo sair da boate e correr. Pouco antes das seis da manhã o clube postou novamente: “Assim que tivermos mais informações vamos atualizar todo mundo. Por favor, continuem em oração enquanto passamos por esse trágico acontecimento. Obrigado por sua preocupação e amor.”

A polícia informou que as agência locais, estaduais e federais estão investigando o caso.

O incidente aconteceu em seguida ao assassinato da cantora Christina Grimmie, de 22 anos, que foi morta a tiros depois de fazer um show em Orlando. O atirador, de 27 anos, matou-se em seguida. Grimmie era uma sensação do YouTube e ex-participante do programa de TV “The Voice”.

Uma testemunha disse que estava numa das salas da boate quando um homem com uma arma na mão apareceu na porta da sala.

“Ouvi 20, 40, 50 tiros,” contou a testemunha, “A música parou.”

ATUALIZAÇÃO ÀS 10:30 a.m.: Atirador na boate de Orlando identificado como sendo Omar Mateen, americano de 29 anos. Segundo o jornal Washington Post, a família de Mateen’s veio do Afeganistão, mas acredita-se que ele tenha nascido nos EUA. De acordo com a CBS News, Mateen não tinha ficha policial. Polícia aumenta o número de morto para 50 e 53 feridos hospitalizados.