Pergunte ao advogado: as dúvidas de imigração dos leitores

0
4884
Imigração em Dia

Envie sua pergunta para imigracao@acheiusa.com, que ela será respondida na medida do possível.

Maria Reyes, advogada de imigração do Berman Law Group em Deerfield Beach, telefone (561)826-5200 ext 351.


Sou casado com uma cidadã americana, que apenas nasceu aí e mudou-se para o Brasil. Já moramos juntos há cerca de um ano e agora estamos com planos de ir para os EUA. Eu tenho visto de turista e nunca fiquei ilegal.  Pelo fato de ela nunca ter residido em solo americano, será que podemos ter alguma dificuldade para casar?

Reyes – Um cidadão dos EUA que vive fora dos Estados Unidos pode patrocinar seu cônjuge estrangeiro para residência permanente nos Estados Unidos (um green card) se puder fornecer provas concretas de que ele (o cidadão americano) será domiciliado nos EUA no momento em que seu cônjuge chegar no EUA. Um experiente advogado de imigração pode recomendar que tipo de evidência pode ser fornecida para mostrar o domicílio dos EUA. Além deste requisito, o cidadão americano também deve demonstrar que possui a capacidade financeira de sustentar o cônjuge nascido no exterior ou que um patrocinador secundário pode concordar em assumir responsabilidade financeira pelo cônjuge estrangeiro. Por fim, mesmo que o cidadão dos EUA tenha vivido fora dos EUA durante toda a sua vida, eles devem, no entanto, demonstrar que estão em conformidade com todas as leis fiscais dos EUA. Um contador qualificado deve ser procurado para fornecer aconselhamento fiscal nesta área.

Tenho três filhos americanos (18, 14 e 12 anos) e voltei para os EUA com visto de estudante com minha esposa. Posso pedir o Food Stamp e aplicar pro Medicaid pra eles? Estão falando que vão dificultar o green card ou a cidadania para quem usar esses benefícios. Podemos ter problemas mais tarde por isso?

Reyes – Os cidadãos dos EUA, incluindo crianças, são elegíveis para receber assistência pública se atenderem aos critérios de assistência pública. Esse é o caso, mesmo que seus pais não sejam cidadãos dos EUA ou residentes permanentes. No que diz respeito à disponibilidade de benefícios públicos para cidadãos não americanos, o assunto é complexo e cada caso é diferente. Aconselho que tenha uma consulta para assistência personalizada.

Minha filha mais velha tem 18 anos de idade e é cidadã americana. Ela tem um namorado brasileiro e pensa em se casar com ele. Se eles se casarem, mesmo assim ela pode me passar o green card ao completar 21 anos?

Reyes – Cidadãos dos EUA com 21 anos de idade ou mais podem patrocinar seus pais para residência permanente (um green card), desde que os pais sejam elegíveis. A situação conjugal do filho(a)  não tem influência sobre sua capacidade de patrocinar os pais.

Se eu tenho uma dívida com hospital, isso atrapalha eu conseguir o green card quando eu fizer a aplicação?

Reyes – A dívida financeira por si só geralmente não torna um cidadão estrangeiro inelegível para a residência permanente (um green card).

Vou aos EUA como turista desde 1999 e nunca passei do prazo permitido pela imigração, mas ano passado fiquei 15 dias depois do prazo permitido de seis meses. Será que quando voltar eu e minha esposa vamos ter problemas?

Reyes – Ficar nos Estados Unidos 15 dias a mais do período permitido não aciona automaticamente as barras para futuras admissões. No entanto, a concessão de admissão é sempre discricionária e um funcionário pode negar a admissão por qualquer motivo. Você deve estar preparado para explicar o motivo do seu excesso e entender que a admissão nunca é garantida.

Olá bom dia, eu entrei pelo México no cai cai , eu minha esposa e meus dois filhos, só que está muito difícil para gente aqui com duas crianças pequenas e estamos pensando em mandar as crianças para o Brasil para morar com minha mãe. Eles podem ter problema no aeroporto ao embarcar ao Brasil?

Reyes – Mais informações são necessárias para poder responder à sua pergunta. Aconselho que tenha uma consulta para assistência personalizada.