Pesquisadores capturam cobra píton de 5,2 metros em Everglades (FL)

Espécie originária na Ásia é considerada invasora; serpente representa ameaça à fauna existente no local

0
1990
Cobra capturada em Everglades
Cobra capturada em Everglades

Uma cobra píton de 140 pounds (64kg) e 5,2 metros de comprimento foi capturada por pesquisadores no Big Cypress National Preserve, em Everglades (FL). Eles divulgaram a foto da serpente nas redes sociais na sexta-feira (5).

Segundo os pesquisadores, esta cobra fêmea, capaz de engolir um cervo, continha dentro de si 73 ovos em desenvolvimento.

A serpente é uma das maiores pítons já capturadas no sul da Flórida, de acordo com a reserva localizada ao norte do Everglades Park. Os pesquisadores descobriram o réptil colocando transmissores de rádio em pítons masculinos, o que lhes permitiu localizar a fêmea.

“Nossa equipe não apenas elimina as cobras invasivas, mas também coleta dados para pesquisas”, disseram os cientistas. Segundo eles, esses répteis representam “uma importante ameaça à vida selvagem”, já que, na ausência de predadores naturais, nada pode impedir sua multiplicação.

A píton birmanesa foi considerada uma espécie invasora desde que apareceu pela primeira vez na região em 1980, quando criadores abandonaram as serpentes devido ao seu tamanho.  O governo americano proibiu sua importação em 2012 por causa de seu perigo.

Estima-se que mais de 100 mil cobras da espécie vivem em Everglades, que representam uma grave ameaça para as espécies nativas.